GreNal dos 11×0: Colorado amassou o rival Tricolor, mas o juiz atrapalhou

As partidas envolvendo o GreNal já costumam ficar na história do futebol gaúcho, ainda mais aquelas que contam com placares elásticos. Um confronto inclusive, em primeiro de novembro de 1938 ficou marcada pelo grande espetáculo do Internacional. O Clube do Povo marcou 11 gols naquela partida contra o Grêmio, porém, 5 deles foram anulados, com muitas polêmicas.

O jogo era válido pela Taça Martel, promovido pela loja na época. Na ocasião, o Grêmio vinha de uma vitória no último GreNal, enquanto o Internacional vinha de um empate amargo contra o Esportivo, mas foi só o apito inicial acontecer para as coisas inverterem de papel.

No começo do primeiro tempo, as coisas já desandaram para o Tricolor Gaúcho. Logo aos 8′, Acácio abriu o marcador. Aos 17′, o craque Sylvio Pirillo fez 2×0. Pouco depois, Filhinho marcou o 3º, mas o juiz Álvaro Silveira anulou, alegando impedimento. Ainda no 1º tempo, Sylvio Pirillo marcou outro gol, novamente anulado, sob alegação de toque de mão.

O 1º tempo terminou com 2×0 no placar e mais dois gols anulados. Na 2ª etapa o Internacional volta arrasador. Aos 11′, Acácio faz 3×0. Aos 29′, Filhinho marca 4×0. Aos 35′, Acácio, o nome do jogo, faz seu 3º gol: 5×0. À partir daí, o juiz começou a influenciar mais ainda na partida, Miguel faz mais um gol, e o juiz anula, por impedimento.

Acácio marca o que seria seu 4º gol, também anulado sob alegação de impedimento. Aos 43′, Miguel faz mais um gol: 6×0. E ainda teve tempo para mais um gol colorado, anulado sob alegação de toque de mão. Final de jogo: Internacional 6×0, e tendo 5 gols anulados, e mais um GreNal para a história.

Jornal da época aponta injustas as anulações do GreNal

O jornal Diário de Notícias criticou a atuação do árbitro, dizendo que pelo menos dois dos gols anulados por impedimento foram marcados em condição legal. De acordo com as lendas envolvendo essa partida, o juiz teria justificado as anulações para um dirigente do Internacional, dizendo que eram muitos gols para um clássico como aquele.

Os times foram escalados na época da seguinte maneira:

Internacional: Júlio; Vianna e Risada; Brandão, Silenzi e Levi; Acácio, Castillo (Rui), Sylvio Pirillo, Miguel e Filhinho

Grêmio: Edmundo; Ari Delgado e Luiz Luz; Jorge, Noronha e Russo; Mesquita, Vanário, Luiz Carvalho, Foguinho e Casaca

- Publicidade -