GreNal: O que Barcellos falou “em off” sobre o clássico

Após a vitória de 1 a 0 do Inter no GreNal, bati um papo rápido com o presidente Alessandro Barcellos, onde não busquei informações sobre contratações, vendas ou negociações. Eu perguntei para ele o que mais o agradou na vitória colorada. Os tópicos destacados pelo presidente, eu relato a seguir.

Atitude vencedora

Esta foi a primeira palavra dele. Barcellos ficou muito satisfeito com a atitude. Não é segredo que o ambiente interno era uma preocupação de todos. Os jogadores se mostravam abatidos e pessimistas nos últimos dias. Mas a virada de chave aconteceu.

Ele destacou que viu um time que quis ganhar. Em todas as bolas, divididas e lances do jogo. Isto foi o que mais o agradou.

Volume ofensivo

Certa vez, em outra conversa “em off”, o presidente havia me relatado que não estava gostando do fato do time atacar com pouca gente dentro da área. A equipe criava, chegava na frente, mas na hora de definir não tinha volume. E este volume foi observado pelo presidente no clássico. Barcellos disse que gostou do nível de produção de time e que teve vários jogadores finalizando: David, Maurício, Edenilson, Taison, Moisés, Liziero. Todo mundo finalizou no gol do Grêmio no clássico.

Bolas longas

Barcellos também citou as bolas longas como algo positivo do Inter na partida. “É algo treinado, mas que não estava encaixando. Hoje encaixou.” O papel de Liziero e Gabriel funcionando como articuladores para fazer esta bola circular chamou a atenção do mandatário. Barcellos ficou muito satisfeito com a maneira que o Inter utilizou os espaços deixados pelo Grêmio.

Cautela, “nada está resolvido”

Após apontar suas observações e se despedir, o presidente fez questão de me chamar. “Só pra que entendas. Nada está resolvido ainda. Estou falando apenas do jogo de hoje. Tem que manter, trabalhar e melhorar muita coisa. Não ganhamos nada ainda.”

Cautela e caldo de galinha…

Comentários do Facebook

- Publicidade -