Gustavo Maia: Imbroglio pode resultar em devolução antecipada

O clima entre o atacante Gustavo Maia e a direção do Internacional não é dos melhores. Insatisfeito por ter tido poucas oportunidades nos últimos meses, o jogador que está emprestado pelo Barcelona já manifestou o descontentamento.

De um lado, o empresário do atleta estará em Porto Alegre nesta semana para tratar do futuro de seu cliente. Do outro, o técnico Alexander Medina garante que a ausência de oportunidades se deu por questão física. Versão esta desmentida por pessoas próximas ao jogador.

Após a derrota para o São José por 3 a 2, onde Maia não esteve relacionado, Medina respondeu sobre o assunto. Ele relatou que Gustavo Maia ainda sofre de consequencias do periodo em que esteve parado por covid-19. O treinador uruguaio chegou a relatar que “um contratempo muscular” impediu que o atacante estivesse na relação do último jogo.

Duas pessoas próximas ao jogador desmentem a frase do treinador uruguaio. Garantem que Maia treinou e treinou bem em toda a semana, sem ter tido qualquer tipo de dor ou problema físico. A opção é técnica e no entendimento do staff do atleta, inexplicável.

O próprio Gustavo Maia ameaçou se manifestar em seu instagram, logo depois da derrota colorada. Ele abriu uma live em sua conta pessoal, mas apenas observou os comentarios (todos em seu favor, questionando a não utilização do atacante) e encerrou a transmissão.

Com a vinda de Nilson Moura, agente do jogador, de papel fundamental para a vinda de Maia ao Inter, o futuro dele será discutido. Não está descartada a possibilidade de devolução antecipada do jogador ao Barcelona. O contrato de empréstimo dele iria até o fim do ano.

Relato de jogador disperso nos treinos

Ainda em 2021, um relato chamou a atenção sobre o jogador. Gustavo Maia não tinha mais oportunidades com Diego Aguirre, então treinador, pelo seu desempenho nas atividades. O jogador era considerado disperso e com pouco envolvimento tático, tanto na parte ofensiva, quanto na parte defensiva.

A ausência de oportunidades para ele gerou dores de cabeça ainda na época de Aguirre. Principalmente após a partida contra o Corinthians, onde ele marcou aquele que, até aqui, foi seu único gol com a camiseta colorada.

Comentários do Facebook

- Publicidade -