Homem que atirou celular no GreNal 436 fica um ano suspenso dos estádios

O homem que atirou um celular no volante Lucas Silva, durante o GreNal 436, foi punido com o afastamento de um ano nos estádios em que o Internacional vai jogar e não poderá comparecer aos próximos cinco clássicos entre Internacional e Grêmio.

A multa foi aplicada em audiência no Juizado do Torcedor nesta quinta-feira (7), em Porto Alegre. O torcedor do Internacional ainda terá que pagar R$ 1 mil ao Instituto Geração Tricolor e precisará se apresentar em uma delegacia em dias de partidas do Colorado até o dia 7 de setembro.

As penas foram em relação ao delito de lesões corporais contra o jogador do Grêmio. Durante a vitória por 3 a 0 do Tricolor sobre o Internacional, o celular arremessado pelo torcedor atingiu o volante Lucas Silva, que sofreu sangramento e teve receber atendimento médico.

O Internacional havia identificado o torcedor há algumas semanas e divulgou nota oficial para falar sobre o ocorrido. O Colorado fez registro de ocorrência na Polícia Civil para que as medidas necessárias fossem adotadas.

“O Sport Club Internacional, após diligências internas por meio da vice-presidência de Administração, identificou, na noite deste sábado (19/03), o autor do lançamento do objeto que atingiu o atleta Lucas Silva”, afirmou o Colorado, através das redes sociais.

Jean Pierre relatou o ocorrido no GreNal 436

Árbitro da partida, Jean Pierre relatou a situação na súmula e contou os detalhes presenciados no ocorrido. Confira um trecho da nota:

“Em dado momento foi arremessado um telefone celular que acabou por atingir o rosto do atleta Lucas Silva, do Grêmio. O atleta teve cortes no nariz e na boca, foi atendido fora do campo pelo médico de seu clube e retornou quando a partida já estava em andamento”, escreveu o árbitro.

Comentários do Facebook

- Publicidade -