Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Ídolo do Grêmio não pagou pensão e acabou sendo preso

Ídolo do Grêmio, o ex-zagueiro Anderson Polga, de 44 anos, foi preso por não ter pagado a pensão alimentícia. O ex-atleta havia sido preso em 25 de julho de 2023, porém foi solto cinco dias depois. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, o envolvido foi liberado mediante acordo. Os detalhes da decisão não foram divulgados.

O portal “g1” entrou em contato com a defesa de Anderson Polga, que informou que não pode se manifestar, pois o processo ainda tramita em segredo de Justiça. O cumprimento do mandado de prisão ocorreu durante um encontro de ex-jogadores na Arena do Grêmio. Desde então, ele estava na Penitenciária Estadual de Canoas, na Região Metropolitana.

De acordo com informações divulgadas pelo portal, os valores em atraso ultrapassariam os R$ 300 mil e são referentes à pensão de uma filha do ex-zagueiro. Demais informações sobre o caso foram mantidas em sigilo. Anderson Polga está solto desde o ocorrido e, conforme definido no acordo, os pagamentos da pensão estão sendo realizados.

Quem é Anderson Polga, ídolo do Grêmio?

Anderson Polga atuou no Grêmio entre 1999 e 2003, onde conquistou um título da Copa do Brasil, em 2001, e dois campeonatos gaúchos, em 1999 e 2001. O desempenho no Tricolor Gaúcho credenciou o jogador para fazer parte da Copa do Mundo de 2002. Na campanha do pentacampeonato, participou de duas partidas.

Na sequência da carreira, o profissional teve passagem por Sporting, de Portugal, onde atuou por nove temporadas. Depois ele retornou ao Brasil para vestir a camisa do Corinthians, porém teve pouco destaque e se aposentou em 2012. Desta forma, o ex-jogador atuou por apenas três equipes em toda a carreira.