Indignação com Romildo, vibração na zona mista, atacante na mira: o resumo do Inter nesta quarta-feira

Neste espaço vou propor uma ideia um pouco diferente. Todos os dias, na madrugada (provavelmente), você vai ter um resumo das principais notícias do Internacional, nas últimas 24 horas. Para começar o dia seguinte já a par de tudo o que rolou. Fechado?

Indignação com presidente do Grêmio

Por volta de 17 horas, surgiu a informação de que o Grêmio havia entrado com um pedido junto ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), para um mandado de garantia. Caso este mandado fosse deferido, o GreNal seria ou realizado com portões fechados, ou em outro lugar.

Mesmo com o pedido de indeferimento sendo manifestado, a indignação por dirigentes colorados existiu. Se entendeu que o Grêmio incendiou o clássico de maneira desnecessária. Um relato que eu ouvi, foi que Bolzan não auxiliou em um ambiente de paz para o jogo. Já que a direção colorada teria tentado diversas aproximações durante a semana, que foram negadas pelo mandatário gremista.

O Grêmio me procurou para negar esta versão. Disse que não houve nenhuma procura pelo lado colorado. De qualquer maneira, antes mesmo do GreNal o clima era de ruptura institucional entre as duas direções.

Atacante do Joinville procurado

O Inter está tentando a contratação de Chrystian Barletta, ponta esquerda, de 20 anos, que joga pelo Joinville. A direção do Inter não confirmou a tentativa. O acerto com o atleta já existe, visto que o jogador quer atuar em Porto Alegre. Falta o acerto com o clube catarinense. O problema é que o Inter ainda deve para o Joinville, valores referentes à compra de Anselmo, em 2016. Assim como foi na negociação com o Independiente para ter Fabrício Bustos, o Inter precisa resolver a pendência com o Coelho para avançar pelo ponta.

Medina prestigiado e abraçado pelo elenco

A vitória dá um respiro para o trabalho no CT Parque Gigante. Na entrevista coletiva, Medina agradeceu a direção pelo voto de confiança, mesmo depois da dura eliminação par aa equipe do Globo-RN, pela Copa do Brasil.

Ele destacou ainda que está orgulhoso dos jogadores. Após a derrota no nordeste, eles se reuniram no vestiário e se comprometeram a ajudar Medina, mudando a postura da equipe e tendo comprometimento com o trabalho.

Vale ressaltar, que após o término da partida todos os jogadores foram correndo abraçar o treinador. Um sinal de que ele está prestigiado pelo elenco.

Comentários do Facebook

- Publicidade -