Inter abre valor milionário na folha de pagamento e vai ao mercado

O Inter conseguiu aliviar a folha salarial com as recentes dispensas de jogadores em fim de contrato e vendas em 2021. Esse espaço alcançado, de cerca de R$ 2 milhões, permite que o clube busque novos atletas para fortalecer o elenco para a disputa da próxima temporada.

A abertura desse valor na folha salarial do Colorado se deve à saída de jogadores em quantidade, mas principalmente de alguns atletas que ganhavam um valor considerável. No início do segundo semestre de 2021, os goleiros Carlos Miguel e Danilo Fernandes, o volante Juliano Fabro e o centroavante Paolo Guerrero deixaram o Beira-Rio.

Outras saídas ocorreram ao fim da temporada. Marcelo Lomba, em fim de contrato, Saravia e Lucas Ribeiro em fim de empréstimo não são mais atletas do clube. Esses e outros acertos ao longo da temporada aliviaram os gastos mensais do Inter.

“A saída destes jogadores traz um equilíbrio maior financeiro, o que, somado às situações já definidas do plantel atual, contribuem para a montagem do elenco 2022”, explicou o executivo Paulo Bracks.

Situação financeira do Inter ainda é complicada

Apesar da abertura desse dinheiro que pode ser investido pelo Internacional em outros atletas, a situação financeira continua complicada e grandes movimentações no mercado não devem ser feitas. Isso porque esse valor é referente apenas à folha salarial e não diz respeito a um aumento de poder de investimento.

“As saídas por liberações contratuais, se não chegam a alcançar cifras para compras de atletas, permitem um maior investimento na própria folha, como um espaço que se abre e que será utilizado de outra maneira”, esclareceu Bracks.

Essa abertura na folha pode auxiliar, inclusive, na manutenção das principais peças do time, aumentando a capacidade de mantê-los. Yuri Alberto e Edenilson, por exemplo, vem despertando o interesse de outros clubes do futebol brasileiro que possuem maior poder aquisitivo.

Comentários do Facebook

- Publicidade -