Inter buscou desvantagem de 2 gols e André brilhou ao pegar 3 pênaltis em 97

O Internacional terá que buscar uma grande virada hoje se quiser passar de fase na Copa Sul-Americana. O time gaúcho recebe o Colo-Colo e tem que reverter a derrota por 2 a 0 no primeiro jogo para conseguir a classificação nas quartas de final da competição continental. Para conseguir o feito, o Colorado se inspira em outro momento histórico do time.

Em 1997, também nas oitavas de final, só que da Copa do Brasil, o Internacional foi atrás de uma virada parecida em um Beira Rio lotado. Depois de perder a ida para o Santos, fora de casa, por 2 a 0, o Clube do Povo reeditou o placar em seus domínios, com dois gols de Arilson.

A decisão então foi para os pênaltis e o Inter contou com o brilho de André, que pegou três pênaltis naquela noite, para avançar na competição. Agora, o elenco atual do time se inspira nessa classificação para fazer algo parecida nesta noite, em que tem que correr atrás do resultado contra um adversário forte, e dentro de seus domínios.

Herói da classificação do Inter fala da importância da torcida

Um fator determinante para as possibilidades do Internacional de avançar na Copa Sul-Americana é o apoio da sua torcida. Em 2009, André, herói da classificação de 1997, deu entrevista para o Diário Gaúcho, onde destacou o feito dos colorados no estádio naquele dia, incentivando o time em cada dividida em campo.

“Com a torcida que tem, a energia que ela passa ao time… Nessa hora, o torcedor ganha uma importância muito maior do que ele mesmo imagina. A condição que ele dá para o jogador dar aquele pique a mais no fim do jogo, buscar aquela bola que parecia perdida… Essas coisas fazem a diferença”, declarou o ex-goleiro.

Comentários do Facebook

- Publicidade -