Inter chega de cara nova para pegar o Melgar em relação ao time da estreia na Sul-Americana

O Internacional promoveu uma grande mudança em seu departamento de futebol neste ano, trazendo diversas novidades para o time e fazendo com que o clube apareça com uma cara nova para o duelo desta quinta-feira (04), tanto em relação ao último ano, como também comparando com o time que estreou na Copa Sul-Americana alguns meses atrás.

Desde a primeira partida da competição continental contra o 9 de Octubre, o Clube do Povo integrou muitas caras novas ao seu elenco e também conseguiu desenvolver alguns jogadores que já estavam no plantel, criando um novo jeito de jogar e uma nova visão sobre o time, antes sem muita moral.

Começando pelo comando, o treinador na época, Alexander Medina, vivia fase terrível com o time, dando espaço, posteriormente, para Mano Menezes. Porém, além disso, alguns jogadores ainda chegaram para compor o elenco depois da primeira partida no torneio e hoje são peças essenciais para o Internacional com muitos deles sendo inclusive titulares.

Vitão, Renê, Alan Patrick, Pedro Henrique e Wanderson chegaram após aquela partida, dando uma nova cara ao time que não vinha tão bem assim. Além disso, Alemão e De Pena conseguiram se estabelecer como peças importantes desde então.

Inter mudou completamente em 2022

Entre os jogadores que estarão em campo para enfrentar o Melgar nesta quinta-feira pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, poucos restam da última temporada, que não foi muito boa para o Internacional.

Entre os jogadores que estão na provável escalação titular, somente quatro deles já estavam no Colorado em 2021. Daniel, cria das categorias de base, Gabriel Mercado foi contratado em 2021, Edenilson, já é grande figura na história do clube, desde 2017, e Mauricio, que foi contratado em 2020, são os únicos remanescentes.

Comentários do Facebook

- Publicidade -