Inter e Atlético-MG encabeçam grupo que deseja vender direitos do Brasileirão

Na última quarta-feira (9), uma reunião oficializou o nascimento de um movimento composto por 25 clubes que visam a negociação da divisão dos direitos de imagem do Brasileirão. Dentre os grandes clubes da Série A, os principais que compõe a lista são Inter e Atlético Mineiro.

O tema gera discussões há tempos, na qual frequentemente são estabelecidos paralelos com a divisão europeia, que é considerada a mais justa do futebol, sobretudo, na Inglaterra, onde os grandes clubes acabam recebendo cifras consideráveis, no entanto, sem grande diferença para os menores. Isso porque o método é baseado pelo desempenho no campeonato.

O movimento criado em reunião também visa combater o Libra (Liga do Futebol Brasileiro), na qual foi o último bloco a definir mudanças nas divisões dos direitos de imagem da competição. O movimento composto por 13 clubes propôs que a repartição das cifras seria de 40% de valor igualitário entre os participantes, 30% pela performance, além de 30% pelo engajamento e audiência.

Contudo, a contraproposta do bloco criado na quarta-feira, é que a divisão será 50% de forma igualitária, 25% pela campanha no campeonato e 25% pelo engajamento. Além do Inter, outro clube gaúcho que compõe o movimento, é o Juventude. Já o arquirrival colorado pretende se juntar ao oposto e compor os clubes da Libra.

Confira os clubes que fazem parte do bloco criado na quarta-feira:

Com uma mesclagem de diversos clubes, a maioria que compõe o movimento deriva da Série B, que se somam a equipes da elite nacional e completam a lista de 25 equipes.

  • América-MG
  • Atlético-MG
  • Atlético-GO
  • Athletico-PR
  • Avaí
  • Brusque
  • Ceará
  • Chapecoense
  • Coritiba
  • CRB
  • Criciúma
  • CSA
  • Cuiabá
  • Fluminense
  • Fortaleza
  • Goiás
  • Inter
  • Juventude
  • Londrina
  • Náutico
  • Operário
  • Sampaio Côrrea
  • Sport
  • Tombense
  • Vila Nova

Comentários do Facebook

- Publicidade -