Inter escapa ileso do celular atirado em jogador do Grêmio

Na última quarta-feira, as torcidas organizadas do Inter foram liberadas para retornar aos jogos depois de cumprir suspensão pelas confusões no GreNal do Gauchão. Dessa vez, o absolvido por conta de incidentes foi o próprio clube, que havia sido condenado com perda de mando de campo e multa de R$ 30 mil, devido ao arremesso de um celular no rosto de Lucas Silva.

O fato ocorreu após o terceiro gol do Tricolor na vitória por 3 a 0. Diego Souza cobrou pênalti e estufou as redes de Daniel. Diversos jogadores do Grêmio foram festejar a frente da torcida colorada, com isso, um torcedor arremessou um celular no rosto do meia, que logo foi substiuído.

Inter foi absolvido da perda de mando

Um mês depois da agressão, o Inter foi condenado a cumprir suspensão de um mando de campo e multa de R$ 30 mil. Após a condenação, o departamento jurídico entrou com um recurso no TJD-RS e a absolvição foi dada por unamidade.

Apesar do Inter ter se livrado da pena, o agressor foi identificado e admitiu a culpa. Paulo Estefan Pereira da Silva, de 22 anos terá de cumprir o pagamento de R$ 1 mil para o projeto social Geração Tricolor.

Comentários do Facebook

- Publicidade -