Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Inter exclui Saci do seu quadro de funcionários

Na noite desta segunda-feira (26), o Inter anunciou a “exclusão” do funcionário que foi acusado de importunação sexual contra uma repórter durante o Gre-Nal 441. O profissional está afastado das atividades até a conclusão da investigação. O responsável estava fantasiado de Saci durante o clássico, no último domingo (25), no Beira-Rio.

A denúncia de importunação sexual partiu da jornalista Gisele Kumpel, que trabalha na Rádio Monumental (canal identificado com o Grêmio). De acordo com ela, o mascote ficou incomodando-a ao longo de todo o jogo. A profissional ainda relatou à policia que, desde o primeiro tempo, o Saci ficou próximo, fazendo gestos. A principal atitude foi na parte final do jogo.

“Quando deu o pênalti para o Inter, fui para o lado, fiquei mais longe dele, deixando pessoas entre nós para ele não me incomodar. Quando deu o gol, fez mais gestos para mim e quando percebeu que ignorei, ele me abraçou e com uma mão nas minhas costas, deu uma levantadinha na máscara e me deu um beijo, quase na boca. Senti o estalo e o suador que ele estava. Dei uma leve empurrada porque me assustei”, disse a jornalista.

Na nota publicada, o Inter informa que encaminhou as imagens do seu circuito de monitoramento para a delegacia responsável, confirmando que “todos os fatos serão devidamente esclarecidos junto à autoridade policial”.

A Polícia Civil abriu investigação sobre a denúncia de importunação sexual e solicitou, além das imagens registradas pelas câmeras do estádio, informações sobre a pessoa que estava fantasiada de Saci no clássico Gre-Nal.

Inter explica postura com o Saci

Veja a nota oficial divulgada pelo Inter:

“Sobre o registro de ocorrência envolvendo a figura do mascote Saci, o Sport Club Internacional informa que encaminhou as imagens de seu circuito interno de monitoramento para a Delegacia responsável pela apuração do episódio.

Confiamos que todos os fatos serão devidamente esclarecidos junto à autoridade policial. Por essa razão, e esperando a célere resolução do caso, o funcionário responsável pelo mascote e o próprio Clube estarão a disposição das autoridades. Até a conclusão do procedimento, o funcionário ficará afastado da representação do Saci.

Por fim, o Sport Club Internacional manifesta seu respeito ao trabalho de toda a imprensa e repudia todo e qualquer caso em que haja importunação ou manifestação de cunho preconceituoso.”