Inter faz movimento contrário aos rivais e investe na gurizada

- Publicidade -

- Publicidade -

A prioridade do Inter durante a temporada foi a contratação de jogadores jovens. A equipe enfrenta crise financeira e evita medalhões para buscar o vínculo de promessas que tenham um salário mais baixo. O Colorado seguiu um movimento contrário em relação aos outros clubes do Brasil.

Durante a temporada, o Inter contratou jogadores como Carlos Palacios (21), Maurício (19), Juan Cuesta (19), Gustavo Maia (20) e Kaique Rocha (20). Todos eles fazem parte do novo perfil de vínculos do Colorado, que prioriza a contratação de atletas mais jovens.

- Publicidade -

O Clube do Povo trouxe Gabriel Mercado e Taison, além de ter ido atrás de Giuliano, mas a prioridade e o foco principal foi na contratação das promessas. Os medalhões vieram como uma oportunidade que não fazia parte dos planos.

O estilo de contratação dos adversários em 2021

O Internacional seguiu um estilo diferente em relação aos adversários: O Corinthians, por exemplo, investiu e contratou Renato Augusto, Giuliano, Willian e Roger Guedes. Os quatro jogadores têm valores que superam o teto salarial do Colorado.

- Publicidade -

Já o Flamengo, foi atrás de Kennedy e Andreas Pereira. Os dois atletas estão com 25 anos e vieram do futebol europeu. O Rubro-negro busca no mercado por jogadores prontos que tenham condições de chegar vestindo a camisa.

O Grêmio investiu e pagou caro por algumas contratações. O Tricolor gastou R$ 45 milhões com Borja, Villasanti e Campaz. O último tem apenas 21 anos, mas foi uma aposta de alto custo, já que o jogador veio por 3,5 milhões de euros.

O Atlético-MG trouxe diversos jogadores, mas as principais contratações foram as dos experientes Hulk, Nacho Fernández e Diego Costa. O investimento está dando resultado e o Galo é o líder isolado da competição com 39 pontos.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

8 técnicos para comandar o Internacional em 2022