Inter foi um dos times que mais faturou com bilheteria no Brasileirão

O público retornou aos estádios na reta final do Brasileirão e o Internacional apresentou uma queda no rendimento após a mudança. O clube, que brigava por uma vaga na Libertadores da América, despencou na tabela e ficou em 12° com 48 pontos.

Apesar do desempenho negativo, o retorno do público foi financeiramente positivo para o Clube do Povo, já que teve R$ 3.367.344,16 de receita líquida no Campeonato Brasileiro 2021, sendo um dos times que mais faturou com bilheteria. O Colorado só ficou atrás de Atlético-MG, Corinthians e São Paulo.

O blog do UOL Esporte fez o levantamento completo com a receita líquida de todos os clubes – com excessão do Sport. Confira o ranking completo:

  1. Atlético-MG: R$ 21.403.077,40
  2. Corinthians: R$ 7.917.297,47
  3. São Paulo: R$ 4.661.746,28
  4. Internacional: R$ 3.367.344,16
  5. Palmeiras: R$ 3.061.704,66
  6. Grêmio: R$ 1.330.967,74
  7. Cuiabá: R$ 1.230.390,41
  8. Fortaleza: R$ 868.591,47
  9. Bahia: R$ 305.182,45
  10. Athletico: R$ 207.063,48
  11. Juventude: R$ 135.996,61
  12. Ceará: R$ 72.250,44
  13. Atlético-GO: -R$ 109.266,07
  14. Flamengo: -R$ 323.983,95
  15. Chapecoense: -R$ 577.287,00
  16. Santos: -R$ 746.851,84
  17. Red Bull Bragantino: -R$ 855.111,51
  18. América-MG; -R$ 976.069,42
  19. Fluminense: -R$ 4.187.379,98* (*não contabilizou o jogo contra a Chapecoense)

Inter quer melhorar financeiramente

O Internacional depende da torcida e considera a receita como um fator importante para sanar as dívidas. O clube realizou diversas ações ao longo do ano para não ter problemas financeiros e a medida que permitiu o retorno do público foi considerada benéfica pela direção.

O Colorado quer continuar priorizando a saúde financeira e a expectativa é de que na próxima temporada o valor das contratações sejam com os cortes de gastos dos jogadores que saíram do elenco.

O Internacional vai ter uma diminuição da folha salarial com a não renovação de Marcelo Lomba (contratado pelo Palmeiras) e com o fim de contrato de atletas que estavam emprestados (Uendel, Dudu, Danilo Fernandes, Zeca e Leandro Fernández).

Comentários do Facebook

- Publicidade -