Inter gastou quase R$ 40 milhões na janela de transferências

O Internacional trouxe 14 atletas nesses quatro meses de janela de transferências. A direção contratou jogadores à pedido do técnico Cacique Medina e montou um elenco com o objetivo de brigar por grandes objetivos na temporada.

No total, o Colorado gastou R$ 36,8 milhões com compra de jogadores. A transferência mais cara foi a do meia-atacante Alan Patrick, que veio do Shakhtar Donetsk por 3,6 milhões de euros (R$ 18,2 milhões na cotação atual).

O Internacional trouxe o jogador de última hora e acabou realizando uma investida por conta da necessidade de ter Alan Patrick no elenco. Dessa forma, o meia-atacante foi a segunda maior contratação da história do Colorado.

O segundo maior investimento do Inter em 2022 foi pela contratação do atacante David, que estava no Fortaleza. O jogador foi comprado por R$ 11 milhões e veio pela falta de opções pelos lados do campo que o Colorado estava encontrando no mercado.

Na lista de atletas que foram contratados, vários não demandaram investimento da direção. Entre eles, estão os jogadores que foram emprestados ao Internacional: Vitão, Carlos de Pena, Wanderson, Liziero e Wesley Moraes.

Além disso, o Clube do Povo trouxe jogadores que estavam livres no mercado, foram liberados ou tiveram a rescisão do vínculo. São eles: D’Alessandro, Gabriel, Fabricio Bustos, Alexandre Alemão, Renê e Bruno Gomes (veio numa troca por Zé Gabriel com o Vasco).

Internacional quer brigar por títulos

Depois de quatro meses de janela, o Internacional montou um elenco que tem uma análise positiva da direção. A expectativa é brigar por títulos durante a temporada e o maior objetivo é a conquista da Copa Sul-Americana.

O técnico Cacique Medina contou com a chegada de jogadores em posições que foram identificadas com carência e passará a ter uma avaliação constante da direção sobre o desempenho apresentado.

Comentários do Facebook

- Publicidade -