Inter não poderá registrar novos jogadores após penhora de contas do Botafogo

0

A novela Paulo Victor, Botafogo e Internacional ganhou mais um capítulo. A Justiça determinou na tarde desta quarta-feira o impedimento na transferência de atletas por parte do Colorado devido à dívida do Alvinegro com o técnico Oswaldo de Oliveira. A informação é do jornalista David Nascimento, do portal Esporte News Mundo.

Em nova decisão (que ainda cabe recurso) do juiz Marco Antonio Belchior da Silveira, da 14ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), o Colorado não poderá nem registrar jogadores nem vender seus ativos para outros clubes.

De acordo com o documento obtido pelo portal, a penhora determinada pelo magistrado na semana passada foi realizada apenas parcialmente. Então, os advogados de Oswaldo de Oliveira entraram com novo requerimento para que essa proibição sobre as negociações coloradas fossem realizadas até que o Botafogo pague o valor total do processo.

“Expeçam-se ofícios à Confederação Brasileira de Futebol-CBF e à Federação de Futebol do Rio Grande do Sul, para que referidas organizações impeçam a transferência de atletas do SPORT CLUB INTERNACIONAL para outros clubes no Sistema de Gestão (TMS) até a integralização do repasse do valor objeto da determinação judicial exarada nestes autos”, ordenou o juiz.

Foto: Ricardo Duarte / Internacional

Entenda caso que está dando dor de cabeça para o departamento jurídico do Inter

Na última quarta-feira (15), o juiz Marco Antonio Belchior da Silveira determinou o bloqueio das contas do Internacional. O magistrado atestou que houve uma discordância entre diferentes varas (14 e 75) do próprio TRT-1 sobre a penhora do valor de R$500 mil referente à venda de Paulo Victor.

Como os dirigentes colorados não seguiram a decisão favorável ao treinador (pertencente à Vara 14), a Justiça então ordenou o bloqueio das contas do clube. Segundo a reportagem, o Botafogo deve algo próximo aos R$10 milhões a Oswaldo de Oliveira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.