Inter procurou jogador lendário que encerrou a carreira no Flamengo

O Inter manteve conversas com o goleiro Júlio César, antes dele retornar para o Flamengo. No fim de 2017, o jogador rescindiu contrato com o Benfica e ficou livre no mercado. Ele chegou a conversar com alguns clubes brasileiros, mas o desejo era voltar para o time que o revelou e encerrar a carreira.

“Não (São Paulo não ligou)… Eu posso te falar clubes brasileiros com quem conversei. Não foi quase, mas conversei. Internacional, Grêmio”, disse o ex-jogador em entrevista ao canal ‘Cara a Tapa’, no YouTube.

Assim sendo, Júlio voltou a vestir a camisa do Rubro-Negro carioca em 2018. Assinou um contrato de três meses, recebendo um salário simbólico de R$ 15 mil. Fez a despedida dos gramados na vitória contra o América-MG por 2 a 0, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

O goleiro brilhou no Inter, mas não o Colorado

Em seu auge, o jogador chegou a ser considerado o melhor goleiro do mundo atuando pela Inter de Milão. Pela equipe italiana, ganhou a tríplice coroa na temporada de 2010: Campeonato Italiano, Copa da Itália e Liga dos Campeões da Europa. Título europeu, aliás, que o clube não conquistava desde 1965.

Antes mesmo de ser protagonista na Europa, ele já era chamado para a seleção brasileira. Esteve presente na Copa das Confederações em 2003 e na Copa América de 2004. Depois da lesão de Marcos, foi convocado para ser terceiro goleiro na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006.

Quando atingiu o auge, assumiu a titularidade de vez sob o comando de Dunga. No entanto, ficou marcado pela falha na eliminação contra a Holanda, no Mundial de 2010. O goleiro ainda disputaria a Copa de 2014 com a amarelinha.

Comentários do Facebook

- Publicidade -