Internacional está 100% desde que mandou Paulo Bracks embora

O Internacional só venceu depois que Paulo Bracks deixou o cargo de executivo de futebol. O dirigente foi demitido na última sexta-feira (4), após a eliminação vexatória do clube na primeira fase da Copa do Brasil. Desde então, foram duas vitórias do time, sobre Aimoré e Grêmio.

A maneira de trabalho de Bracks no Beira-Rio foi um tanto quanto curiosa. Discreto, ele preferia ficar nos bastidores. Não descia ao vestiário e mal tinha contato com os jogadores. Postura essa que surpreende, tendo em vista o perfil de alguns executivos do futebol brasileiro.

Coincidência ou não, a equipe só venceu após a saída dele. Contra o Aimoré, foi um magro 1 a 0, com o time demonstrando a mesma dificuldade diante de defesas fechadas. Porém, contra o Grêmio foi diferente, os comandados de Medina desempenharam o melhor futebol da temporada e dominaram o rival.

Internacional tem último compromisso contra o Guarany

Em busca da terceira vitória consecutiva, o Colorado encara o lanterna da competição, pela última rodada da primeira fase. Já rebaixado, o Guarany fez uma péssima campanha em seu retorno à elite do futebol gaúcho. Ganhou apenas uma partida, empatou duas e perdeu o restante dos jogos.

Classificado para o mata-mata, o Clube do Povo não terá Taison, Wesley Moraes e Moisés, que tomaram o terceiro amarelo no GreNal 435. Boschilia ou D’Alessandro na meia, David ou Cadorini no ataque, e Paulo Victor devem ser os substitutos.

Em caso de vitória, o Inter pode até mesmo terminar a primeira fase no topo da tabela. Terminar em primeiro significa decidir o mata-mata em casa. Para isso, precisa vencer por uma boa diferença de gols e torcer para o tropeço de Grêmio e Ypiranga.

Comentários do Facebook

- Publicidade -