Internacional precisa quebrar tabu para avançar na Sul-Americana

O Internacional vai precisar quebrar um tabu para avançar de fase na Copa Sul-Americana. O Clube do Povo enfrenta o Colo-Colo, nesta terça-feira (5), às 21h30, no estádio Beira-Rio, em partida válida pela volta das oitavas de final da competição continental.

O tabu em questão se trata das eliminações do Colorado nas oitavas de final. Nas duas últimas vezes que esteve nesse estágio em alguma competição, o clube foi eliminado. Os dois confrontos mais recentes foram válidos pela Libertadores.

A primeira derrota foi em 2020, quando o Inter era comandado por Abel Braga. Na ida, o Colorado foi derrotado por 1 a 0 para o Boca Juniors no Beira-Rio. O resultado foi devolvido na Bombonera, porém os argentinos venceram nos pênaltis por 5 a 4.

Em 2021, o Clube do Povo enfrentou o Olimpia, do Paraguai, e foram dois empates em 0 a 0 nos jogos. Edenilson errou um pênalti no tempo normal, desperdiçando a chance de classificação. Na decisão nos pênaltis, os adversários venceram pelos mesmos 5 a 4 na Argentina.

O Internacional terá a oportunidade de quebrar a sequência contra o Colo-Colo, mas precisará reverter o placar que foi construído pelos adversários no Chile. O Colorado foi derrotado por 2 a 0 e precisará igualar o placar para ter a chance de buscar a classificação.

Classificação do Inter vale R$ 3 milhões

Caso o Clube do Povo avance para a próxima fase, vai ganhar US$600 mil dólares (R$ 3,1 milhões na cotação atual). Alcançando as quartas, o Inter vai disputar mais US$ 800 mil para chegar à semifinal. Com uma vaga na final, a premiação é de US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões).

A premiação da Copa Sul-Americana:

  • Quartas de final: US$ 600 mil (R$ 3,1 milhões)
  • Semifinal: US$ 800 mil (R$ 4,2 milhões)
  • Vice-Campeão: US$ 2 milhões (R$ 10,6 milhões)
  • Campeão: US$ 5 milhões  (R$ 26,6 milhões)

Comentários do Facebook

- Publicidade -