Antigo lateral-esquerdo do Inter foi mandado embora após xingar a torcida

Ex-Internacional, o lateral-esquerdo Fabrício deixou o Beira-Rio depois de xingar a torcida durante um jogo. O atleta estava sendo vaiado em confronto contra o Ypiranga, em 2015, e acabou se revoltando com a torcida colorada.

Em entrevista ao Globo Esporte, o lateral revelou que se arrepende pelos atos realizados no Beira-Rio. O jogador explicou os ocorridos e afirmou que não queria ter jogado a camisa do Internacional no chão.

“Fiz m*, uma grande m*. Eu nem perdi a bola. Eles chiaram e fiz os gestos no momento. Eu ia bater a lateral e veio a expulsão. Quando estava saindo, chegam Juan, Jorge Henrique. Eu só ia tirar a camisa, estava sem graça. Aí já tinha feito a m*. A camisa caiu e o pessoal ficou chateado, mas eu nunca imaginei em jogar a camisa no chão. Eu perdi a cabeça”, disse Fabrício.

O atleta foi suspenso preventivamente e depois acabou emprestado ao Cruzeiro. Só retornou ao Beira-Rio em um confronto pelo Palmeiras. Ainda jogou por Athletico-PR, Vasco, Vitória, Água Santa, Portuguesa e atualmente está na União Cacoalense.

A passagem do jogador lembra a do atual lateral-esquerdo titular do Internacional. Moisés é utilizado com frequência entre os titulares e é vaiado diversas vezes pela torcida, mesmo que apresente regularidade e não jogue mal.

A passagem de Fabrício pelo Inter

Ainda na entrevista com o Globo Esporte, Fabrício explicou o temperamento explosivo e afirmou que isso é um prejudicial para a carreira de qualquer jogador.

“Isso atrapalha qualquer jogador de futebol. Você tem que saber, precisa saber o limite dentro e fora. Quando você é muito coração, quer sempre ganhar. Aí eu perdia a cabeça. Eu precisava me controlar. Não podia deixar meus companheiros na mão”, afirmou o atleta.

Comentários do Facebook

- Publicidade -