Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Leandro Damião de volta ao Inter? Foi confirmado

O atacante Leandro Damião foi confirmado em informação importante sobre o futuro de sua carreira. Isso porque o atleta de 34 anos não permanecerá no Kawasaki Frontale, do Japão, onde tem contrato até o primeiro dia de janeiro. Desta forma, o centroavante está disponível para assinar de forma gratuita com qualquer equipe em 2024.

Por conta da possibilidade de acordo, Leandro Damião foi envolvido em diversas especulações com o Internacional. No entanto, até o momento, não existe nenhum tipo de conversa entre as partes. O atacante estuda a possibilidade de retornar ao futebol brasileiro e, de acordo com informação do empresário do jogador, existem ofertas da Série A.

Em entrevista concedida na temporada passada, o empresário de Damião, Vinicius Prates, afirmou que tem prioridade pelo Colorado em um possível retorno ao futebol brasileiro. “Em relação ao Brasil, a gente sempre vê como está a possibilidade no Inter. Pela Liga e pelo carinho que ele tem com o clube. Sempre vai ser uma prioridade, independente de treinador e de direção”, disse.

“Ele tem um carinho muito grande com o clube, com a torcida. Já tem uma história muito bonita. Então antes de uma mudança para o cenário nacional a gente sempre escutaria o Inter”, disse o agente do atacante. Em um primeiro momento, o Colorado não tem interesse em contar com os serviços de Leandro Damião e segue em busca de outros nomes no mercado.

Leandro Damião foi procurado pelo Internacional

O empresário de Leandro Damião afirmou que já foi procurado pelo Internacional nos últimos anos. Durante a passagem do atleta pelo Kawasaki Frontale, o Colorado fez uma procura para ficar por dentro dos valores. No entanto, o entendimento era de que a realidade financeira era completamente diferente em relação ao Japão.

“Anteriormente a gente foi procurado para saber sobre a situação do atleta. O que acontece é que coloquei as situações de valores contratuais que ele recebe no Japão e realmente não condiz com a realidade do futebol brasileiro”, salientou Vinicius Prates.