Medina acata pedido da torcida e ganha o GreNal

O treinador colorado enfim deu sequência a um esboço de time no clássico que ocorreu nesta quarta-feira (9). A pressão da imprensa e torcida amenizou para o uruguaio após a vitória contra o Grêmio, sobretudo, por encontrar um norte para os 11 iniciais.

Com a inclusão de Bustos na lateral direita (melhor jogador colorado na partida), o setor que carecia de poder ofensivo e defensivo foi reforçado, visto a qualidade do argentino para apoiar e defender. Até então o treinador não havia definido um titular para a posição, testando inclusive o zagueiro Bruno Mendez por ali.

Além disso, outro destaque do clássico foi a atuação da dupla de volantes, Gabriel e Liziero, que já haviam atuado juntos na partida anterior, contra o Aimoré. Os jogadores parecem terem se encontrado no setor, sendo o ex-corintiano uma espécie de “cão de guarda” para o camisa 5, que sentiu-se a vontade para arriscar passes de maior precisão.

Única alteração de Medina foi inclusão de Moisés

Comparado ao time que iniciou a partida contra o Aimoré, Cacique Medina optou pela volta do lateral-esquerdo Moisés, alternando novamente a posição com Paulo Victor.

Contudo, apesar das fortes críticas que vem sofrendo o jogador se saiu bem no clássico. Se impôs na marcação, como também, arriscou participações ofensivas, sendo o primeiro a arrematar no gol de Breno, aos 2 minutos de partida, com um forte chute de perna direita, obrigando o goleiro tricolor a fazer ótima defesa.

Desta forma, mesmo com muita desconfiança, por ora, Medina respira aliviado. Vencer um clássico quando se está pressionado, sempre é sinônimo de alívio, especialmente quando a impressão é de que “achou o time”. Daqui em diante, se espera uma evolução do colorado, que até então pouco apresentava na temporada.

Comentários do Facebook

- Publicidade -