Número prova que Medina é o pior técnico do Inter desde 2018

Alexander Medina tem o pior começo de um treinador do Inter desde o ano de 2018. Anunciado no fim do ano passado, em 27 de dezembro, o uruguaio completou 100 dias no comando do time no empate com o 9 de Octubre, pela Sul-Americana, na quarta (6). Considerando o mesmo período de dias, é o pior começo em anos.

Até aqui, foram disputados 15 jogos. 13 deles pelo Gauchão, um pela Copa do Brasil e outro pela Sul-Americana. O atual treinador conquistou apenas 51,1% dos pontos. O desempenho ofensivo tem uma média de 1,06 gol por partida. Enquanto o defensivo é de 1,13 gol sofrido por jogo.

O desempenho do uruguaio supera – negativamente – os inícios ruins de Miguel Ángel Ramírez e Diego Aguirre. Ambos os técnicos fizeram de 2021 um ano lamentável do time. O espanhol teve aproveitamento de 56%, em 22 jogos, enquanto Aguirre teve 53,7%, em 18 partidas.

Aproveitamento de Medina é o pior após 100º dia

  1. Coudet:  71,1 % (15 jogos)
  2. Odair: 66,6% (12 jogos)
  3. Abel Braga: 65% (20 jogos)
  4. Ramírez: 56% (22 jogos)
  5. Aguirre:  53,7% (18 jogos)
  6. Medina: 51,1%  (15 jogos)

Melhor aproveitamento é de Eduardo Coudet

Tão contestado enquanto esteve no Beira-Rio, ‘Cacho’ possui o melhor desempenho nos 100 primeiros dias à frente do Colorado. Em 2020, nos 15 primeiros jogos, o argentino foi quem teve a defesa vazada: 0,46 gol por jogo.

Números de Coudet nos 100 primeiros dias à frente do Clube do Povo

  • 15 jogos
  • 9 vitórias
  • 5 empates
  • 1 derrota
  • 23 gols marcados (1,53 por jogo)
  • 7 gols sofridos (0,46 por jogo)
  • Aproveitamento: 71,1 %

Comentários do Facebook

- Publicidade -