Medina ficou com medo de ser mandado embora do Internacional

Alexander Medina mostrou certo medo de ser demitido do Internacional nos últimos dias. Vivendo momento complicado no comando do time, o uruguaio não conseguia fazer a equipe evoluir até a vitória sobre o Grêmio. Após a vitória no clássico, o treinador falou sobre as críticas que sofreu no momento ruim.

“Foram dias duros, dias complicados. Quando a crítica é forte, perdemos confiança. Eu mostrei o contrário, tratar de seguir por um caminho”, declarou na coletiva depois da vitória por 1 a 0 no GreNal, nesta quarta-feira (9).

O treinador e alguns nomes específicos do elenco foram vaiados pela torcida no Beira-Rio, na última rodada. A vitória diante do Aimoré, por 1 a 0, em partida da décima rodada do estadual, não foi suficiente para evitar as críticas do público presente. O episódio foi o estopim de um descontentamento que perdurava desde o fim da temporada anterior.

“Foram dias muito duros. É um trabalho que está acontecendo, os jogadores estão comprometidos. Foram dias muito complicados para mim, mas tratei de seguir trabalhando”, completou.

Vitória no clássico dá tranquilidade à Medina

Com o resultado positivo diante do rival, o uruguaio terá melhor ambiente nas próximas rodadas. O Colorado precisa seguir desempenhando futebol parecido do que foi visto no GreNal para entrar forte no mata-mata do estadual e iniciar as outras competições que estão por vir.

O próximo compromisso do Clube do Povo é contra o Guarany, em Bagé, no sábado (12). A partida é a última da primeira fase do Gauchão, e a depender dos resultados o time pode até alcançar a liderança. O Inter precisa vencer por uma boa diferença de gols e torcer para Ypiranga e Grêmio tropeçarem.

Comentários do Facebook

- Publicidade -