Medina lamenta mais um tropeço dirigindo o Inter e tenta justificar

O técnico Alexander Medina tentou justificar mais um desempenho ruim do Internacional. Nesta quarta-feira (6), o time empatou fora de casa por 2 a 2, com o 9 de Octubre, do Equador, e mostrou os mesmos defeitos vistos durante o início da temporada. Depois da partida, o treinador falou sobre o que viu dentro de campo.

“Cometemos erros na defesa e justamente no que havíamos treinado porque sabíamos que eles eram fortes no jogo aéreo. Eles têm altura e força. Vimos que eles tinham essa virtude, treinamos e sofremos os gols. Às vezes você treina, planeja e as coisas acontecem igual”, disse o uruguaio.

O Colorado abriu uma vantagem de 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Na volta do intervalo, a equipe sofreu dois gols de bola parada dos equatorianos e viu a primeira vitória na Copa Sul-Americana escapar pelas mãos.

“Temos de ter a equipe mais forte para em bloco poder atacar e defender bem. Temos de ressaltar os pontos bons do primeiro tempo, onde a equipe jogou como planejamos. Depois, no segundo tempo, não aconteceu e sofremos o empate”, finalizou.

Inter de Medina não apresenta evolução

Após quase duas semanas sem jogar e só focado nos treinamentos, o time de Cacique Medina foi o mesmo. As dificuldades vistas durante o Gauchão 2022 e a participação precoce do time na Copa do Brasil continuam sem solução.

A equipe permanece com problemas para criar oportunidades de gols. O melhor momento do time na partida foi quando adiantou a marcação e conseguiu roubar a bola no campo de ataque. Foi a única maneira que encontrou de achar os espaços para chegar no gol adversário.

Defensivamente, o problema foi a bola parada, que, segundo o treinador, foi treinada durante as semanas anteriores.

Ao fim do jogo, o 9 de Octubre teve mais posse de bola (54% x 46%), mais finalizações (16 x 11) e mais chutes certos no alvo (9 x 6).

Comentários do Facebook

- Publicidade -