Melhor que Messi? Taison retorna ao Inter e herda a 10 de D’Alessandro

Convocado para a última Copa do Mundo, Taison consegue liberação no Shakhtar e assinará com o Internacional, onde assumirá a 10 de D'Alessandro.

0

Taison será jogador do Internacional já nos próximos dias e vestirá a camisa 10. Existem fotos pela internet com o craque vestindo um uniforme colorado, com o número e o nome de D’Alessandro as costas. Agora será ele o responsável por carregar a icônica camiseta.

Ele usará o mesmo número que Messi veste no Barcelona e na Seleção Argentina. Lá em 2009, o comentarista Wianey Carlet comparou o talento revelado pelo Internacional com o astro eleito seis vezes melhor do mundo. Naquela época, o menino de Pelotas despontava nos gramados brasileiros.

Ao longo dos anos, muita gente fez piada com a comparação, mas principalmente com o comentarista e não com o jogador. Na Europa o atacante nunca saiu da Ucrânia, onde foi muito feliz no Shakhtar Donetsk. Enquanto Messi sempre jogou no Barcelona.

Taison e D’Alessandro fizeram parte dos elencos campeões da Sul-Americana (2008) e Libertadores (2010)

Mais de dez anos depois, podemos dizer que Taison não foi melhor do que Messi. Entretanto, vestindo a camisa 10 do Internacional poderá repetir os passos de D’Alessandro e erguer mais uma Libertadores para o Internacional, enquanto Messi segue na Europa marcando seus gols, embora nunca tenha vencido com a seleção principal de seu país.

Taison vinha sendo sondado há anos e será o 10

Faz alguns anos que a torcida colorada sonhava com a volta de Taison ao Beira-Rio. O jogador foi importante nas conquistas da Sul-Americana e da segunda Libertadores.

Agora ele chega para ser protagonista, para assumir a criação de jogadas e deve jogar pelo meio de campo, no lugar ocupado por Praxedes, ou como alternativa para o lado esquerdo, posição ocupada atualmente por Patrick, que poderia ser deslocado para uma função central.

Taison receberá R$ 650 mil no Internacional, é pouco mais do que Abel Hernández ganhava para ficar no banco de reservas. Então, a folha não será comprometida.

Além de herdar a 10 de D’Alessandro, Taison também será responsável por assumir a função de ídolo da torcida e liderança técnica.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.