Méndez está quase vendido ao Inter, garante diretor do Corinthians

O Internacional está negociando a permanência do zagueiro Bruno Méndez com o Corinthians. O atleta está emprestado com opção de compra até o final de junho, porém a direção colorada considera a quantia estipulada como muito alta.

Nesta sexta-feira (10), o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, concedeu entrevista coletiva e afirmou que o Inter está próximo de contratar Méndez. Segundo o jogador, o clube está chegando perto do valor pedido pelo Timão.

“O Bruno Méndez tem uma questão muito clara. Tem uma intenção do Inter em permanecer com o atleta em definitivo e tem uma dificuldade de encontrar um número (para a compra) exato. Inclusive, nós já passamos que número é este e o Inter está muito próximo de chegar a este número, falta muito pouco ao meu ver”, afirmou o dirigente.

Alessandro destacou que a situação só depende do Internacional, já que o valor pedido foi apresentado. O Corinthians tem o passe do jogador e deve continuar com ele caso não receba uma proposta agradável.

“Está por uma decisão do Inter. Se o Inter realmente tem vontade em ter o Bruno em definitivo, está por uma decisão muito simples dele. Aí a gente não controla. Temos uma opção de compra. Se essa opção for menor e assim decidirmos por ela, será realizada e o Bruno Méndez segue a vida dele. Mas, é uma decisão do Inter. Já passamos a nossa posição e agora o Inter tem de decidir”, salientou Nunes.

Empresário de Méndez agiu nos bastidores

O estafe do defensor, Eduardo Bou Daye, realizou esforços para que o uruguaio continue no Colorado. Segundo o jornalista Vagner Martins, ele pediu ao Corinthians para que aceite vender o jogador por uma quantia menor em relação ao que foi estipulado

O presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, falou sobre a situação em entrevista ao site “Meu Timão”, há alguns dias. O mandatário destacou que só vai vender o jogador ao Internacional caso receba uma proposta muito boa.

“O Bruno se adaptou bem, tem gostado da cidade, do Inter. Eles mandaram uma primeira proposta, que, para mim, não fazia nenhum sentido e o Corinthians parou as negociações. Até dei uma declaração de que eles deveriam pagar o estipulado no contrato, mas temos conversado”, afirmou o presidente.

Comentários do Facebook

- Publicidade -