Mercado determina o caminho para o Inter ser feliz contra o Melgar

Atualmente o Internacional é franco favorito para chegar à grande final da Copa Sul-Americana. Estando chaveado entre Melgar, Deportivo Táchira e Independiente del Valle, e já enfrentando os peruanos nesta quinta-feira (04), na partida de ida das quartas de final, o Clube do Povo, mesmo aparecendo como o time mais “forte”, não prega nenhum tipo de favoritismo.

Gabriel Mercado deu entrevista coletiva na quarta-feira e destacou esse ponto: “Favorito, não. Não tem favorito no futebol até que comece a partida. A possibilidade é 50-50. Vamos enfrentar um rival muito forte em casa, que jogou muitas partidas e não conhece derrotas. Temos uma possibilidade de sermos fortes como visitante e levar um bom resultado para o Brasil”, declarou o zagueiro.

Mercado ainda projeta um Inter mais preparado para evitar sustos como anteriormente. “Vamos tentar com nossas armas poder melhorar o que foi nossa partida do Chile contra o Colo-Colo, podemos fazer uma partida melhor. E sabemos que são dois jogos, não vai se definir aqui. Jogar com a experiência e tranquilidade de levar para Porto Alegre um resultado positivo para nós”, disse o atleta Colorado.

Inter terá que lidar com a altitude

A localização e clima para a partida também prometem ser algumas das maiores preocupações do Inter para o duelo no Peru, tendo em vista a altitude de 2,3 mil metros em relação ao nível do mar que pode atrapalhar. A altura do local lembra Bogotá, na Colômbia, e pode prejudicar o elenco do Inter.

“A bola vai ficar mais rápida que o normal. O aquecimento será importante para nós controlarmos isso, para que não sejamos surpreendidos durante o jogo. É importante tentar ter tudo controlado. Conheço ele (Bernardo Cuesta). É o artilheiro da competição. É um grande jogador e vamos tentar estar concentrados para que ele não consiga nos causar problemas”, concluiu o zagueiro.

Comentários do Facebook

- Publicidade -