Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Messi fez as malas e de forma surpreendente se apresentou no Beira-Rio

O craque Lionel Messi fez as malas e, de uma forma bem surpreendente, acabou se apresentando dentro do estádio Beira-Rio. O Gigante às margens do Guaíba foi o palco de momentos gigantescos no decorrer da história do futebol brasileiro e mundial, sendo o lugar onde aconteceram diversas situações memoráveis, inclusive, com um dos grandes nomes de uma geração dando um show por lá.

Atualmente o craque Lionel Messi já é responsável direto por um grande título da Seleção Argentina, tendo conquistado a Copa do Mundo do Catar, em 2022, de maneira épica. No entanto, não foi a primeira vez que o atacante liderou sua equipe em uma campanha de destaque dentro de uma competição mundial desse tamanho.

Isso porque o jogador, criado nas categorias de base do Barcelona, já fez uma ótima campanha em 2014, no Brasil, quando chegou até na final, mas foi derrotado pela Alemanha. Naquele ano, inclusive, o craque acabou vindo até Porto Alegre para conseguir dar andamento na competição, apresentando-se dentro do Beira-Rio e surpreendendo com uma atuação de gala.

Pela última rodada da fase de grupos, a Seleção Argentina enfrentou a Nigéria e, com dois gols e uma assistência do argentino, conquistou a classificação em primeiro, em uma campanha que chegou até mesmo na grande final da Copa do Mundo.

Messi se apresentou com show no Beira-Rio

Ficha técnica da partida:

Nigéria: Enyeama; Ambrose, Yobo, Oshaniwa e Omeruo;  Onazi, Obi  Mikel, Musa e Babatunde (Ochebo, 20’/2º); Odewingie (Nwofor, 34’/2º)  e Emenike.
Técnico: Stephen Keshi
Argentina: Romero; Zabaleta, Fernandez,  Garay e Rojo;  Gago, Mascherano e; Di Maria, Agüero (Lavezzi,  37’ /1º), Higuain (Biglia, 45’/ 2º) e Messi (Alvarez, 17’/2º)

Técnico: Alejandro Sabella.

Gols: No primeiro tempo, No primeiro tempo, Messi (A), aos 3 minutos, Musa (N), aos 4 e Messi (A), aos 46. No segundo, Musa (N), aos 2 minutos e Rojo (A), aos 5.
Cartões amarelos: Omeruo, Oshaniwa (N)

Arbitragem:  Nicola Rizzoli, auxiliado por Renato Faverani e Andrea Stefani (trio italiano).

Público:43.285
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.