“Muito melhor do que tudo”, crava Mano Menezes sobre a Seleção Brasileira

O técnico Mano Menezes foi o escolhido para assumir o cargo da Seleção Brasileira após a Copa do Mundo de 2010. Atualmente no comando do Internacional, o treinador falou sobre o período em entrevista para Os Donos da Bola RS.

“Quando eu assumi a Seleção Brasileira, no pós-Copa do Mundo da África do Sul, o Dunga tinha terminado o trabalho e eu recebi a incumbência de fazer uma reformulação, porque a base da Seleção Brasileira tinha 30 e poucos anos e não ia chegar na Copa do Brasil numa boa condição”, salientou o comandante.

Mano Menezes falou sobre a dificuldade que é treinar o Brasil. Caso não ganhe os jogos e títulos, o trabalho não é considerado positivo.

“Muito melhor do que tudo. Infelizmente na análise é colocado tudo no mesmo liquidificador e da uma batida. No Brasil, se você não ganhar, não é bom ou se não terminar o trabalho não é bom”, afirmou o treinador.

Mano disse que renovou 70% da seleção, levando jogadores como Neymar, Ganso, Oscar, Alex Sandro, Danilo, David Luiz, Sandro (formado no Inter), Paulinho e Elias.

“Esses jogadores passaram um tempo evoluindo na própria Seleção Brasileira e era normal que oscilasse um pouquinho mais. Quando tava se formando como seleção, houve a interrupção do trabalho, é uma escolha e eu posso discutir a fórmula, mas eu respeito”, afirmou o técnico.

Mano Menezes fez análise sobre desempenho no Brasil

O comandante falou sobre o desempenho apresentado na seleção e disse que o trabalho foi considerado bom na opinião dele.

“Foi ruim o trabalho? Não tem nem como mensurar, porque não chegou numa competição de verdade, que seria a Copa do Mundo, para dizer isso. Mas, para mim foi bom”, disse Mano.

Comentários do Facebook

- Publicidade -