Números de Taison no Brasileirão 2021 não foram tão bons

Taison retornou ao Beira-Rio e foi a grande contratação do Internacional em 2021. O jogador de 33 anos gerou grandes expectativas e liderou o elenco durante a campanha no Brasileirão, mas os números apresentados não foram tão bons.

O meia-atacante veio do Shakhtar Donetsk como a esperança colorada para ter várias participações em gol. Assumiu a titularidade e foi um dos principais jogadores do elenco dentro de campo, porém fez apenas quatro gols e uma assistência em 22 partidas disputadas no Campeonato Brasileiro.

Os números de Taison segundo o Footstats:

  • 22 jogos
  • 4 gols
  • 1 assistência
  • 667 passes certos / 95 errados / 87,5% de acertos
  • 18 desarmes certos / 4 errados
  • 13 dribles certos / 9 errados
  • 30 faltas cometidas / 30 faltas recebidas
  • 2 impedimentos
  • 57 perdas de posse de bola
  • 3 cartões amarelos

Apesar dos números, Taison fez bons jogos pelo Internacional e foi essencial na vitória por 1 a 0 contra o Grêmio, já que marcou o único gol da partida. O meia-atacante ainda mostrou a importância fora dos gramados e foi um dos lideres do elenco no vestiário, tanto no incentivo aos companheiros quanto no posicionamento em questões que envolviam o Colorado.

As entrevistas de Taison

Recentemente, o jogador falou sobre os resultados negativos do Inter na reta final do Brasileirão e ressaltou a necessidade por uma reformulação interna.

“É difícil de explicar alguma coisa. É pensar no ano que vem, porque esse ano ficou distante. Tem que ter mudança de todos, nós jogadores, da direção, do presidente, do vice-presidente, de todos. Eu sempre digo que o Internacional é muito grande para estar nessa situação. Temos que lutar por títulos e não estamos fazendo isso, então nosso torcedor tem razão e tem que nos vaiar mesmo”, disse Taison.

Em outro momento, Taison falou sobre as provocações realizadas após a vitória no clássico contra o Grêmio, em que afirmou que as mesmas atitudes foram tomadas pelos jogadores adversários em outros momentos.

“Nos últimos anos acompanhando de fora vi muitas coisas do outro lado. Vi quando eles ganharam o jogo e fizeram um minuto de silêncio dentro de nossa casa, vi quando pegaram caixão, quando zoaram… A bola pune. Uma hora vai virar. E isso aconteceu agora no GreNal”, disse Taison.

Comentários do Facebook

- Publicidade -