O dia em que o Internacional venceu o exército chinês

O calendário do futebol brasileiro não permite que as equipes façam viagens pelo mundo, mas o Internacional fazia isso com frequência no passado. Em 1984, o Colorado fez uma excursão na Ásia e chegou a disputar um amistoso até contra a seleção do exército.

O Clube do Povo tinha acabado de conquistar o Torneio Heleno Nunes de 1984 e partiu para uma excursão pelas potências asiáticas. O Inter disputou a Copa Kirin, levando o título depois de superar a seleção universitária do Japão, a Irlanda e o Toulouse.

Depois de conquistar a taça, o Colorado, que tinha nomes como Gilmar, Rinaldi, Dunga, Mauro Galvão e Ruben Paz, partiu para mais uma série de amistosos no continente. O destino, dessa vez, era a China.

O Internacional disputou vários amistosos pelo país e chegou a enfrentar a seleção do exército chinês. A experiência foi destacada por Mauro Galvão.

“A gente passou uns 15 dias ou mais pela Ásia. Essa viagem foi um pouco fora do normal, até para aquela época. Valeu a pena, foi uma loucura! Era tudo novidade para nós.. A gente nunca iria imaginar que a China viesse investir tanto no futebol depois”, afirmou o atleta.

A experiência do Internacional na Ásia

Mauro Galvão explicou como o Internacional conquistou a oportunidade e destacou que a experiência foi positiva aos jogadores.

“O time era bom, o Inter tinha uma equipe boa. Não sei como funcionam esses convites, mas acabou que a gente foi sorteado, fomos premiados. Foi uma aventura, vamos combinar. Não era coisa simples. Foi uma experiência incrível”, afirmou o defensor.

“A gente sabia que iria jogar na China, mas não tinha ideia que o futebol tinha tanta penetração lá. Que o esporte tivesse adesão. Quando chegamos lá, sentimos como eles gostavam e como estavam ansiosos pelos jogos”, finalizou.

Comentários do Facebook

- Publicidade -