Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Oscar aceita desafio e informação sobre retorno chega voando no Beira-Rio

O meia-atacante Oscar, de 32 anos, está em preparação para se despedir do Shanghai Port, da China. O jogador já decidiu que cumprirá seu contrato atual, que termina em novembro, e depois partirá para um novo desafio profissional. Ainda não há definição sobre o próximo destino, porém o futebol brasileiro é enxergado com bons olhos.

Em outras oportunidades, Flamengo e Internacional realizaram sondagens em cima do profissional. O atleta, inclusive, ficou bem próximo de ser contratado pelo Rubro-Negro. No entanto, o clube não conseguiu acertar a liberação junto ao Shanghai Port, que bateu o martelo e definiu a permanência do mesmo até o final do vínculo na China.

Em seu novo clube, Oscar terá um salário normal, mais compatível com seu momento no futebol. No Shanghai Port, o atleta recebe 24 milhões de euros (R$ 128,3 milhões) por temporada – faturamento semelhante com o de Kevin de Bruyne e Erling Haaland no Manchester City. É por conta do valor, inclusive, que os clubes apresentam dificuldade para tirá-lo da China.

O brasileiro virou o último remanescente da política de investimento pesado feita pelo país durante a segunda metade da década passada para tentar se transformar em uma alternativa de peso para as grandes ligas europeias. O meia escapou do teto salarial de 3 milhões de euros (R$ 16 milhões) anuais imposto pelo governo chinês porque renovou o contrato com antecedência.

Oscar ficou próximo de retorno ao Brasil

No segundo semestre de 2022, Oscar ficou próximo de acertar seu retorno ao Brasil. O atleta tinha acordo avançado com o Flamengo. Na época, a intenção é de que ele ficasse até o fim do ao no país para se recuperar e resolver questões familiares. Desta forma, o jogador tentou emplacar uma transferência por empréstimo para a equipe carioca.

O acordo chegou a ser concretizado, mas o clube chinês vetou a negociação e preferiu continuar pagando o salário integral para que o jogador ficasse apenas mantendo a forma física no Brasil. Desta forma, ele acabou não retornando ao futebol brasileiro.