Passado de Medina é revelado e Inter corre sério risco de cair na primeira fase da Sul-Americana

O técnico Cacique Medina não tem um bom histórico em competições internacionais e será colocado em prova na Copa Sul-Americana. O comandante vai disputar um torneio continental com fase de grupos pela terceira vez na carreira de treinador.

A primeira vez de Medina em um torneio internacional foi na Libertadores 2018, com o Nacional-URU. O comandante caiu num grupo com Santos, Estudiantes e Real Garcilaso. Teve um confronto direto contra os argentinos na última partida da primeira fase, porém tomou um gol nos acréscimos e não se classificou.

“O juiz, claramente, influenciou no resultado. Fomos dignos de passar de fase. Saio com um claro gosto amargo. É tentar se acalmar, analisar bastante, continuar trabalhando, principalmente mentalmente, e pensar no que está por vir”, disse Medina, após a eliminação na Libertadores.

Por conta da eliminação na competição, o Nacional teve que disputar a Sul-Americana. O comandante passou por Sol de América e San Lorenzo no mata-mata, porém caiu nas quartas de final para o Fluminense, depois de empate fora e derrota em casa.

O retorno do treinador em uma competição com fase de grupos foi no ano passado, pelo Talleres. A equipe caiu num grupo com Bragantino, Emelec e Tolima, mas não conseguiu se classificar. Apenas o primeiro colocado passa de fase e os argentinos tiveram um péssimo início (uma derrota e um empate).

Medina será testado na Sul-Americana

O técnico Cacique Medina não tem bom histórico na competição, então será colocado em prova pelo Internacional. A estreia do comandante será contra o 9 de Octubre e o Colorado precisa começar somando pontos para garantir a classificação.

A provável escalação do Inter para a partida tem: Daniel; Fabricio Bustos, Bruno Méndez, Kaique Rocha e Liziero; Gabriel, Johnny, Mauricio, Edenilson e Taison; Wesley Moraes.

Comentários do Facebook

- Publicidade -