Pedro Ernesto está preocupado com a situação dos zagueiros do Inter

O jornalista Pedro Ernesto se mostrou preocupado com a situação dos zagueiros do Internacional. A chegada de Vitão por três meses, a dúvida sobre o desempenho de Moledo e as possíveis saídas de Victor Cuesta e Bruno Méndez acabam gerando incertezas nos bastidores.

“O Inter anunciou o zagueiro Vitão por três meses. A menos que exista outra informação, não gosto deste negócio. Mais ainda vejo com muita preocupação os negócios que estão sendo feitos pela direção colorada”, disse o locutor, em sua coluna na GaúchaZH.

“Cuesta está sendo liberado, mesmo que o grupo não tenha ninguém melhor do que ele. Moledo é um dúvida, pois tem um ano sem jogar e não se sabe exatamente quais serão suas condições de volta”, finalizou.

Segundo o jornalista, a única certeza no elenco do Internacional é o zagueiro Kaique Rocha. Os outros defensores firmados e da confiança do técnico Cacique Medina devem sair nos próximos meses.

“Bruno Méndez não deverá continuar, a menos que o Corinthians aceite prorrogação de seu empréstimo. Sobra Kaique Rocha como uma certeza. Por que liberar Víctor Cuesta com tamanhas incertezas?”, comentou Ernesto.

“O Inter tem duas competições pela frente, viagens intermináveis e precisa de grupo e não de jogadores que saiam daqui três meses. As competições atravessam o ano. Será que tem gente lá no Beira Rio que não sabe disto?”, salientou.

Internacional deve trazer mais jogadores

Após a contratação do zagueiro Vitão, o Internacional segue no mercado em busca de reforços. A intenção da direção é trazer peças que acrescentem a competitividade interna no elenco e que agradem o técnico Medina.

“Que a gente possa dar alternativas ao treinador. Essa é uma mudança de filosofia, isso tem a ver com a declaração do Taison, é a competitividade interna. Para o jogador que for titular saber que tem no banco alguém louco para entrar e virar titular do time. É isso que a gente vai buscar”, comentou Barcellos.

Comentários do Facebook

- Publicidade -