Pode ficar mais difícil para o Inter ser rebaixado no Brasileirão

O primeiro encontro entre clubes da Liga Forte Futebol e da Libra teve avanços positivos na criação de um novo campeonato no futebol brasileiro. Uma pauta que avançou nos debates foi a possibilidade de reduzir o número de rebaixados na competição.

Atualmente, quatro clubes sobem para a Série A e outros quatro são rebaixados para a segunda divisão do campeonato brasileiro. A ideia é baixar este número para três quedas e três subidas.

Com a alteração, ficará mais difícil para o Internacional ser rebaixado para a Série B. Em 2016, por exemplo, o Colorado ficou em 17° e caiu, mas não teria que jogar a segunda divisão caso apenas três times fossem promovidos.

O encontro dos dirigentes ocorreu em São Paulo, na semana passada, e tinha a ideia de dar continuidade ao projeto de uma nova liga no futebol brasileiro. A principal questão que impede o acordo entre as partes é o dinheiro.

As partes avançaram as conversas na questão da distribuição das receitas, mas ainda não existe nada acertado. A ideia é de que os 40 times cheguem em um acordo que fique no meio do caminho entre as propostas da Liga Forte Futebol e da Libra.

Nova liga prevê faturamento bem maior em relação ao atual

A projeção dentro da Libra é de que a organização gere cerca de R$ 4 bilhões em receitas anuais com os direitos televisivos. O valor representa mais do que o dobro do valor atual.

Os grupos estão realizando, de forma separada, reuniões para definir os detalhes sobre cada organização. As partes querem chegar em um acordo e estão se preparando para as medidas que serão colocadas em prática.

Atualmente, a Libra já tem uma divisão de dinheiro determinada e evoluiu os valores nas últimas discussões. A divisão está em 45% iguais para cada clube, 25% por premiação e 30% por engajamento das torcidas.

A Liga Forte Futebol quer que a diferença entre o time que mais recebe e o que menos recebe seja menor. As partes estão dispostas a chegar em um acordo no meio do caminho na definição dos valores.

Comentários do Facebook

- Publicidade -