Ramírez prometeu jogar conforme o adversário e não cumpriu

Técnico escalou Rodrigo Lindoso contra o Always Ready

0

O técnico Miguel Ángel Ramírez prometeu no fim de março, praticamente dois meses atrás, que montaria a equipe conforme o adversário. Mas, o jogo contra o Always Ready nesta quarta-feira (26) claramente não mostrou isso. E no placar, o 0x0 foi decepcionante, ainda mais para quem acreditava em goleada.

O Inter entrou em campo com Rodrigo Lindoso, Nonato, Edenílson e Taison no meio de campo. O time boliviano já havia dado amostras claras que é vulnerável. Na última semana perderam por 7×2 para o Deportivo Táchira, que acabou nem avançando para as oitavas de final da Libertadores.

Se Ramírez tivesse cumprido aquilo que prometeu em março, não escalaria Lindoso. Teria começado o jogo com Maurício, Praxedes ou Caio Vidal. Ou seja, jogadores mais ofensivos, em busca de gols. Edenílson poderia ter feito a primeira função no meio de campo, servindo até como mais um teste para isso.

Outra ideia seria começar o jogo com dois atacantes, algo que também havia sido comentado em março. Então, poderia ter iniciado com Guerrero e Galhardo na frente e Taison jogando atrás deles. Aliás, essa é a posição preferida do jogador, onde atuou algumas vezes enquanto estava no Shakhtar Donetsk.

 

Ramírez não consegue perceber algumas falhas do time

O Internacional está nas oitavas de final e conseguiu a vaga em primeiro lugar. Isso é algo para ser comemorado. Na última temporada o clube terminou em segundo lugar e assim cruzou com o Boca Juniors nas oitavas. Dessa vez pode pegar os argentinos de novo, mas o segundo jogo será no Beira-Rio.

O time estava empatando e ele tirou Lindoso. Depois colocou Dourado em campo. O Always Ready teve algumas chances de gol, Lomba trabalhou. Ainda assim, era jogo para atuar sem um volante fixo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.