Ramírez tem quase 50 dias para melhorar o Inter até as oitavas da Libertadores

Equipe conhece o próximo adversário na semana que vem

0

As oitavas da Libertadores começam apenas na semana do dia 14 de julho, com os jogos de volta na semana do dia 21 daquele mês. Antes disso, tem a disputa de mais uma Copa América, as primeiras rodadas do Brasileirão e a estreia na Copa do Brasil. Até lá, são praticamente 50 dias de trabalho duro no Beira-Rio.

Ramírez chegou ao Colorado com uma missão difícil: mudar o estilo reativo, que jogava para fazer um gol e ganhar pelo placar mínimo. Tiago Nunes tentou algo parecido no Corinthians em 2020 e não conseguiu. Afinal, mudar uma cultura futebolística é algo que exige muito tempo.

São 50 dias para preparar o time rumo as oitavas de final da Libertadores, que terá a segunda partida realizada no Beira-Rio. Até lá, Patrick e Boschilia devem voltar ao time, são duas peças de qualidade e que precisam ser titulares. Então, devem agregar bastante ao que está sendo feito.

Saravia é uma grande novidade. Assim como no jogo contra o Olimpia, teve uma boa atuação contra o Always Ready, chegando no ataque e finalizando com perigo, além de colocar uma bola na cabeça de Thiago Galhardo, que finalizou para fora e perdeu outra oportunidade.

Inter precisa melhorar bastante para as oitavas da Libertadores

Ramírez não pode insistir nos mesmos erros, situações que já se mostraram ineficazes em diferentes jogos. Por exemplo, ele acertou em trocar Zé Gabriel por Lucas Ribeiro.

Mas, nesta quarta voltou a fazer algo estranho: sacou Dourado para a entrada de Rodrigo Lindoso. Nesta partida, o ideal seria usar mais jogadores ofensivos, o próprio Ramírez havia dito em entrevistas que moldaria o time conforme o adversário.

Existe sim tempo hábil para melhorar a equipe e chegar forte nas oitavas de final da Libertadores. Os jogadores poderão entender o conceito moderno, desde que o treinador facilite, escalando os melhores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.