Real Madrid serviu de inspiração ao Internacional contra o Colo-Colo

A virada do Internacional nessa terça-feira teve ares épicos, com todos os momentos que um grande jogo de mata-mata possui. O time de Mano Menezes entrou em campo com uma desvantagem de dois gols, mas com um espírito de campeão.

O treinador inclusive, usou um exemplo recente, entre os gigantes da Europa, que também sofreu adversidades e desvantagens no placar, mas acabou campeão continental. O Real Madrid, que orquestrou viradas épicas contra PSG, Chealsea e Manchester City, até ser campeão da Champions, foi usado de inspiração por Mano na concentração.

“Usamos exemplos de grandes times que precisavam disso. Sofreram gol e viraram em poucos minutos. Usei o exemplo do Real [Madrid] na Champions. Queria que a equipe lutasse até o fim, esse era o tema principal. Sabíamos que seria necessário ser dessa maneira. Todos estão de parabéns porque entenderam e sentiram o ambiente do Beira-Rio lotado de novo. Estamos muito satisfeitos”, disse.

Internacional continua com os pés no chão

O grande resultado empolgou e muito os torcedores do Internacional para o restante da temporada, porém, de acordo com Mano Menezes, a virada não pode significar uma empolgação exagerada do elenco, como uma derrota não poderia devastar o time.

“Quem comanda um grupo, como eu, sempre cuida muito para não se empolgar demais quando acontece uma vitória grande como essa, porque ela poderia não ter acontecido e não poderíamos chorar demais se não acontecesse”, começou o treinador, que ainda disse que o time do Inter precisa trabalhar muito na temporada.

“Teríamos que entendera as razões e seguir fortes na nossa temporada, que não iria acabar. Da mesma forma, não posso achar as coisas maiores do que são. A vitória foi grande, importantíssima, é muito bom ver o Beira-Rio assim, mas amanhã já começaremos a trabalhar de olho no próximo adversário”, completou.

- Publicidade -