Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Regulamento da CBF é claro e eterno rival do Inter não joga mais a Copa do Brasil

O regulamento da CBF é bem claro e agora um eterno rival do Inter não vai mais poder jogar a Copa do Brasil nesta temporada, para desespero dos torcedores por lá. A primeira fase da competição nacional está se desenrolando neste momento, o que faz com que os amantes do futebol fiquem de olho no que está acontecendo, principalmente pelas possíveis zebras.

Essa etapa do torneio eliminatório chama bastante a atenção porque costuma trazer algumas surpresas e, desta vez, um grande rival do Clube do Povo que se deu mal. Na noite desta quarta-feira, o América Mineiro entrou em campo para jogar contra o Maringá, fora de casa, e, no final das contas, acabou se dando mal, se despedindo da competição logo de cara.

Assim como o Cruzeiro fez recentemente, o time alviverde estava conseguindo segurar o empate e a classificação até bem próximo do apito final, mas, no apagar das luzes, acabou tomando dois gols e foi despachado. Os tentos goram de Gustavo Vilar e Luiz Carlos

Eterno rival do Inter cai na Copa do Brasil

O regulamento da CBF aponta que os duelos nesta fase são únicos e a vantagem do empate vai para o visitante, mas nem assim o Coelho conseguiu se classificar. Com a derrota dolorida, agora o América não vai estar mais disponível para atuar na Copa do Brasil de 2024, estando eliminado.

Vale ressaltar que o time mineiro fora acaba sendo um alívio para os torcedores colorados mais pessimistas, já que eles tem algum histórico em conseguir despachar o Internacional em competições eliminatórias, principalmente quando o duelo acaba empatado no agregado.

Em 1998, os times se enfrentaram pela primeira vez na Copa do Brasil, com 1 a 0 para cada time em sua própria casa e decisão nos pênaltis favorável ao Coelho. Em 2020, nas quartas de final, o Inter caiu para o América, também nos pênaltis. A última queda foi no ano passado, quando o Colorado, nas oitavas, também chegou até as cobranças de penalidades e foi derrubado.