Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Relembre a avassaladora estreia de Alexandre Pato pelo Milan 

Em mais de um século de atividade, o futebol brasileiro foi marcado por muitas promessas. Poucas delas, no entanto, foram mais decepcionantes do que a de Alexandre Pato, que surgiu sendo colocado como um dos possíveis grandes nomes do esporte, mas teve sua carreira atrapalhada por lesões. Mas, afinal de contas, você se lembra da avassaladora estreia de Pato pelo Milan?

A carreira de Pato no futebol profissional começa em meados da década de 2000. O jogador, que fez todas as suas categorias de base no Internacional de Porto Alegre, subiu em 2006 para a equipe profissional, quando tinha somente 17 anos. E pasmem: em três jogos naquela temporada, ele marcou dois gols.

A expectativa em cima do jovem jogador do Internacional era gigante, e se tornou ainda maior no ano seguinte. Se em 2006 ele fez parte do elenco campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, em 2007 ele só precisou de 24 jogos para provar que de fato era um fenômeno. Com essa quantidade de partidas, Pato anotou simplesmente 10 gols – números muito diferenciados para um atleta tão jovem.

Àquela época, com menos de 30 jogos profissionais pelo Internacional, Pato já era colocado por muitos como o próximo grande jogador do futebol profissional. Se à época já existissem espaços adequados para apostas, como a Mega Roulette e a Roulette 77 Reino Unido, por exemplo, muitos certamente teriam depositado todas as suas fichas no atleta. E as expectativas cresceram ainda mais quando ele deixou o Brasil e foi jogar na Itália.

Pato encantou o mundo em sua estreia pelo Milan 

Não precisou de muitos minutos em campo, com a camisa do Milan, para que Pato encantasse o mundo com o seu futebol. O jovem jogador brasileiro chegou à equipe italiana ainda em 2007, no segundo semestre, e fez a sua estreia em uma partida não oficial, de pré-temporada. 

Isso porque, na época, o Milan possuía uma regra interna de não utilizar nenhum jogador menor de idade. Pato não tinha 18 anos quando os campeonatos começaram e portanto não pôde ser inscrito. No jogo amistoso contra o Dynamo de Kiev, no entanto, ele tratou de marcar logo um gol. 

A expectativa para a sua estreia foi crescendo a cada dia que passava. Na Itália, muitos jornais elogiavam o jogador com base naquilo que era visto nos treinos do Milan. Todos aguardavam, no entanto, para ver o que ele seria capaz de provar uma vez que vestisse a camisa de um dos maiores times da Europa em uma partida oficial. 

A estreia de Pato em um jogo oficial pelo Milan aconteceu em 2008, justamente em um clássico do futebol italiano. A equipe enfrentou o Napoli, em uma partida que teve um primeiro tempo extremamente disputado, mas com uma amostra do que o jovem jogador formado no Internacional poderia fazer pelo mundo.

Um gol, muitos dribles e elogios na estreia de Pato pelo Milan 

Pato passou em branco no primeiro tempo contra o Napoli, em sua estreia oficial pelo Milan em 2008. No entanto, o jogador revelado pelo Internacional encantou e surpreendeu muitos por conta de sua rapidez e imposição física dentro de campo, o que fazia com que ele fosse praticamente imparável por seus adversários.

Apesar de não ser grande, alto ou forte em termos de músculos, Pato se mostrava um jogador extremamente resistente. Ele pegava a bola, com poucos toques conseguia driblar os seus adversários e tinha uma grande velocidade para se lançar para o ataque ou armar jogadas junto de seus companheiros.

No primeiro tempo, chegou a “contribuir” para o gol de Ronaldo Fenômeno, no qual ele deu um “toque de cabeça” quando a bola já estava entrando para o gol. O gol ficou para o centroavante, no entanto. Ao término da etapa inicial, o jogo não estava nada definido: Milan 2 x 2 Napoli.

No segundo tempo, a equipe milanesa deslanchou. O jogo acabou em 5 a 2 para o Milan, e contou com a digital do estreante. Alexandre Pato marcou um belíssimo gol, no qual recebeu um lançamento alto e, com apenas um toque quando a pelota vinha caindo, conseguiu se desvencilhar do marcador e tocou na saída do goleiro. Uma estreia para ficar na história

Como foi a passagem de Pato pelo Milan?

Pato tinha absolutamente tudo para ser um dos melhores de sua geração – quem sabe, até mesmo, da história do Brasil. Cafu, lateral campeão do Mundo com a Seleção Brasileira em 2002, foi companheiro do jogador quando ele recém chegou ao Milan. Segundo o capita, o ex-jogador do Internacional tinha tudo para ser um dos maiores centroavantes do mundo.

“O Pato chegou no Milan, e era incrível. A gente ‘dava de mão nele’. A gente batia nele. Era eu, o Maldini e o Kaladze, que, às vezes, apelava com o Pato, chegava bem mais forte. A gente se olhava e balançava a cabeça: ‘Não dá para pegar’. Não dava. Ele chegava perto, tirava para os dois lados, roubava nosso tempo de bola. Eu dizia para o Maldini: ‘Acho que o Brasil achou o cara'”, comentou Cafu, em um podcast.

Em outras palavras, se Pato fosse um jogo na Mega Roulette ou na Roulette 77 Reino Unido naquela época, ele seria dinheiro certo. O jogador tinha todas as características de um grande atleta, mesmo sendo tão jovem (na época, 18 anos recém completados) e vestindo a camisa de um dos maiores times do mundo.

A passagem dele pelo Milan, no entanto, acabou sendo marcada por diversas lesões que tiraram toda a explosão diferenciada do atleta. Isso não quer dizer, no fim das conta, que foi uma passagem desastrosa – muito longe disso. 

No primeiro ano, Pato marcou nove gols em 21 jogos. No segundo, foram 18 gols em 42 jogos. No terceiro, 14 gols em 30 partidas. No quarto, 16 gols em 33 partidas. No último, dois gols em 7 jogos. As lesões fizeram com que ele ficasse mais tempo fora do que dentro dos gramados – mas enquanto esteve em campo, rendeu bastante. 

Veja o vídeo da estreia: