Relembre falas polêmicas de D’Alessandro com a camisa do Inter

D’alessandro encerrou sua carreira no futebol, no último domingo (17), na partida contra o Fortaleza. Além de uma trajetória brilhante dentro dos gramados, o argentino sempre se destacou por suas ações fora do campo.

Algo que sempre chamou atenção, foi a facilidade do gringo em se expressar nas entrevistas. Muitas vezes julgado por ser agressivo, outras por ser polêmico, D’ale coleciona frases históricas durante a sua carreira em Porto Alegre.

“Pulo da Barca”

O Inter vivia má fase no ano de 2012, e pela primeira vez desde a sua chegada, D’ale foi alvo de críticas por parte do torcedor. Questionado sobre o momento, após derrota para a Portuguesa no Beira-Rio, o camisa 10 afirmou que caso fosse considerado o problema, “pularia da barca”, pois sua vida não acabaria no Internacional.

Cornetas com Renato Gaúcho

O Grêmio disputava as primeiras posições no Campeonato Brasileiro, enquanto o Inter ocupava o meio de tabela. O treinador do tricolor, na ocasião, era Renato Gaúcho, que provocou o Colorado, após afirmar que o Inter precisaria de um binóculo para enxergar o Grêmio na tabela.

D’ale não deixou barato, e respondeu o ídolo gremista:

“Tem time que precisa de binóculo para enxergar, mas também tem time que se quiser relembrar os títulos, precisa comprar uma fita VHS”.

Discussão com repórter

D’alessandro sempre foi conhecido pelo seu temperamento explosivo durante os jogos. Contudo, na partida contra o Lajeadense, válida pela Recopa Gaúcha, em 2015, o meia passou do ponto após ser questionado pelo repórter Rafael Ferreira, sobre o pênalti perdido na partida.

“Tu assistiu o jogo? Onde perdemos? Erra quem bate, mas faz parte. Tu assistiu o jogo, né?”.

Cobrança sobre as críticas da imprensa

Após o título do Campeonato Gaúcho em 2015, o time treinado por Diego Aguirre iniciou o Brasileirão com diversos tropeços. D’ale foi questionado sobre o momento ruim, e acabou se irritando com as críticas.

“As críticas não são iguais para os dois lados aqui no Sul. Sempre sofremos mais pressão, sempre foi pior para a gente. É a imprensa que cria isso”.

Falta do título nacional

Não foi apenas de falas polêmicas que o gringo viveu em Porto Alegre, D’ale sempre foi lúcido em falar do seu amor pelo Inter, e não foi diferente em seu último jogo com a camisa colorada.

Depois da sua despedida do futebol no último domingo (17), o argentino lamentou o fato de não ter conquistado um título nacional pelo Colorado.

“Ficou faltando um título nacional que bateu na trave várias vezes. Isso é uma dívida que vou levar comigo. Espero que o clube consiga conquistar”.

Comentários do Facebook

- Publicidade -