Renê x Moisés: confira os números dos laterais do Internacional

Recém contratado, Renê chega ao Inter para disputar posição com Moisés. Além do embate que os dois terão no Beira-Rio, chama atenção as semelhanças entre eles. Ambos possuem valências parecidas dentro de campo e sofrem com a avaliação das torcidas dos clubes que defendem fora de campo.

Os números traduzem a semelhança entre ambos e o quanto não são horríveis como alguns críticos dizem. Nos últimos anos das carreiras deles, conforme mostram os números, tiveram grande volume de jogos, sendo titulares em muitas oportunidades.

Moisés:

2002: 8 jogos, 0 assistências

2021: 43 jogos, 5 assistências

2020: 41 jogos, 7 assistências, 1 gol

2019: 55 jogos, 4 assistências, 2 gols

2018: 40 jogos, 2 assistências

Renê:

2022: 3 jogos, 1 assistência

2021: 32 jogos, 2 assistências, 1 gol

2020: 27 jogos, 3 assistências, 1 gol

2019: 50 jogos, 6 assistências, 1 gol

2018: 58 jogos, 6 assistências, 2 gols

Os laterais foram importantes por onde jogaram

Desde que foi contratado pelo Flamengo, em 2017, Renê alternou entre a titularidade e ser uma peça de reposição imediata. Nas últimas quatro temporadas mais alguns jogos em 2022, deu 18 assistências e fez cinco gols. Em 2018, ano em que mais jogou, foi eleito o melhor lateral-esquerdo do Brasileirão.

Da mesma forma, Moisés foi peça importante nas equipes que defendeu. De 2018 pra cá, vestiu as camisas de Bahia, Botafogo e Inter, e foi titular pelos três times. Neste período, também deu 18 assistências para gols e balançou as redes em três oportunidades.

Bons laterais, os jogadores são mais reconhecidos pela consistência defensiva. São atletas regulares, que defendem bem, têm bons duelos defensivos, mas acabam crucificados por não serem gênios no momento do apoio, na parte ofensiva.

Comentários do Facebook

- Publicidade -