Russos podem pegar Wanderson de volta do Inter?

Um movimento dos clubes russos começa a preocupar os torcedores do Internacional. Ao todo, oito times do país estão se mexendo nos bastidores para tentar a volta de seus jogadores que acertaram seus próprios empréstimos de maneira unilateral com outros times, apoiados na determinação da Fifa. Isso preocupa o Colorado, tendo em vista que Wanderson pertence ao Krasnodar.

Os principais clubes da Rússia entraram com um recurso na Corte Arbitral do Esporte, sediada na Suíça, buscando a volta de seus jogadores e a suspensão da medida da Fifa. João Paulo di Carlo, advogado especializado em direito desportivo e colunista do Lei em Campo, explicou a situação com os times do leste europeu.

“Os clubes russos alegam que os clubes brasileiros estariam induzindo os jogadores que atuam na Rússia a quebrarem o contrato em vigor, se valendo das regras do anexo 7 do RSTJ (Regulamento sobre Status e Transferências de Jogadores) para suspenderem o contrato unilateralmente e se transferirem”, explicou o advogado.

João Paulo explicou ainda que “No entanto, as chances de êxito são baixas, posto que os atletas e os clubes brasileiros estão agindo em conformidade com o que foi estabelecido pela FIFA, pese o aspecto punitivo aos clubes russos, que seguem em atividade, ou não”. Explicação essa que já deixa o Internacional mais tranquilo em relação à Wanderson.

Wanderson pode deixar o Inter?

O advogado Mikhail Prokopets, representante dos times russos, deu entrevista ao jornalista Marcel Crizzo falando o lado deles: “Os clubes russos não concordam com a regra e vão enviar cartas notificando os clubes de que serão responsabilizados se usarem os jogadores. É como você comprar um carro, você paga pelo carro, ou paga pelo aluguel de um carro, mas qualquer um pode dirigir”.

Mesmo com o movimento dos clubes russos, a tendência é de que nada aconteça em relação ao contrato de empréstimo que Wanderson tem com o Internacional. Isso se dá pois o time brasileiro fez um acordo com o Krasnodar para a cessão do jogador. O caso é parecido com o de Yuri Alberto, no Corinthians, onde teve negociação e acerto para o empréstimo dos atletas.

- Publicidade -