Saída de Guerrero alivia orçamento e Inter tem milhões para gastar em 2022

- Publicidade -

- Publicidade -

O Internacional rescindiu com Paolo Guerrero de forma amigável, nesta terça-feira (26), após o jogador pedir dispensa por problemas pessoais depois de retornar da convocação para a seleção peruana.

“O Sport Club Internacional e o atleta Paolo Guerrero, após interesse mútuo, ajustaram o término antecipado do contrato de trabalho. Grande ídolo do futebol peruano e com reconhecida carreira mundial, o atacante vestiu a camisa colorada em 72 jogos e marcou 32 gols. O clube agradece e deseja sucesso na sequência da carreira”, informou o Inter, em nota oficial no site do clube.

A saída de Paolo Guerrero vai aliviar o orçamento do Colorado para 2022, já que R$ 800 mil por mês serão poupados com o salário, valor que dá em torno de R$ 10,5 milhões no total.

- Publicidade -

O peruano era o jogador com o maior custo no elenco do Internacional e por isso os dirigentes consideraram que não valia a pena manter o pagamento de um valor alto para um reserva.

Sem Guerrero: A situação financeira do Inter em 2021

O Colorado enfrenta problemas financeiros e apresentou o pior deficit da história em 2020, com R$ 90 milhões de prejuízo. O presidente Alessandro Barcellos assumiu o clube e apresentou uma série de medidas para mudar a situação.

- Publicidade -

O perfil de contratações do Inter mudou e os jogadores jovens com potencial para venda se tornaram a preferência dos dirigentes, enquanto os medalhões foram deixados de lado.

Jogadores em fim de contrato, como Paolo Guerrero, que tinha contrato até dezembro de 2021, foram para a lista de dispensa e se tornaram descartáveis para o Internacional.

O elenco do Colorado ainda conta com jogadores mais experientes que estão em fim de contrato, como Marcelo Lomba e Rodrigo Lindoso, mas a expectativa é de que esses atletas não renovem o contrato e busquem um novo clube ao fim da temporada.

Comentários do Facebook

- Publicidade -