Portal do colorado
Portal de Noticias do Sport Club Internacional

Segredo sobre chuteiras de Gabiru contra o Barcelona nos pegou de surpresa

Muita gente ficou irritada com o técnico Abel Braga no dia 17 de dezembro de 2006, quando ele tirou Fernandão para colocar Adriano Gabiru na final do Mundial de Clubes. Porém, aquela substituição mudou o Internacional para sempre. O predestinado entrou e fez o gol do título contra o Barcelona.

Existe um detalhe que quase ninguém sabe, a chuteira usada pelo atacante não era dele. Luiz Adriano, que havia marcado nas semifinais e confirmado a vaga para a decisão, era o dono do par. Essa história ficou guardada por 14 anos e só foi revelada em 2020.

“A gente vai contando as histórias aos poucos”, brinca Michel, ex-meia do Inter e responsável por revelar trecho inédito sobre a história daquele 17 de dezembro de 2006. “Só sei disso porque estava do lado dele no vestiário”, completa.

Esse fato histórico foi contado em entrevista à Rádio Colorada, Michel era parceiro de Gabiru no Inter, os dois sempre estavam próximos. O jogador entrou em campo aos 31 minutos do segundo tempo e cinco minutos depois fez o gol decisivo. Michel ainda contou que a chuteira era uns dois números a mais que o pé de Adriano.

“Um dia antes [da final] a gente fez um recreativo e a chuteira do Gabiru estourou. Ele levou só uma chuteira para o Mundial, cara? Só tinha uma chuteira. E o Luiz Adriano estava surgindo, era patrocinado pela Nike e tinha uma chuteira a mais”, lembrou Michel.