Evolução e história dos Símbolos do Internacional

0
Símbolos do Inter
Imagem: behance.net

O Internacional teve muitos símbolos ao longo de sua história centenária. Era uma tradição, iniciada na década de 1970, adicionar estrelas a cada nova conquista importante do clube. Contudo, os títulos foram se acumulando e em 2009 a diretoria preferiu adotar um novo padrão de escudo.

Você sabia que o primeiro escudo do Colorado tinha apenas as letras SCI bordadas na camiseta? E depois adicionaram uma borda vermelha, produzindo um brasão com a cor branca ao fundo. E foi assim durante algum tempo. Em seguida, inverteram as duas cores.

As letras SCI sempre estiveram presentes no emblema. Entrelaçadas, uma sobre a outra. Conheça agora um pouco sobre a história de cada escudo e qual foi o motivo adotado para fazer alterações e partir para outros modelos.

O primeiro entre os símbolos do Internacional

O primeiro símbolo do Internacional, diferente de todos os outros que viriam a seguir, era vermelho. Inicialmente, apresentava apenas as letras SCI, de Sport Club Internacional, bordadas nos primeiros uniformes da década de 1920. Todas as letras grafadas uma sobre a outra, no centro do escudo.

Na primeira versão, não havia aquela borda, tão tradicional em escudos Brasil afora. Contudo, não demorou para que ela aparecesse, também na cor vermelha, deixando o branco ao centro. E assim seguiu por décadas.

Período de uso: a partir da década de 1920 até 1960.

Principais características: inicialmente contava apenas com SCI bordados, depois foi incluída uma borda no emblema.

O que era vermelho virou branco

Em 1960 a diretoria colorada decidiu revolucionar o escudo do clube, trocando o que era vermelho por branco e o que era branco por vermelho. De fato, foi uma mudança considerável, aproximando o escudo do que é hoje em dia.

Período de uso: entre 1960 e 1978.

Principais características: foi o primeiro escudo do Inter com o fundo vermelho e os desenhos brancos em seu interior.

O orgulho pelo bicampeonato do Brasil

Não houve uma grande mudança no símbolo do Internacional neste período. O clube apenas adicionou adereços, duas estrelas, em alusão aos títulos do Campeonato Brasileiro de 1975 e 1976.

Período de uso: entre 1977 e 1979.

Principais características: foi a primeira vez que o Internacional adotou estrelas em seu emblema.

O escudo do tricampeonato brasileiro e invicto

O que mudou dessa para a versão anterior foi um adereço extra na parte de cima. Além das três estrelas, uma representando cada título brasileiro, foram adicionados desenhos de louros. Afinal, nenhum outro clube conseguiu vencer o Brasileirão de forma invicta.

Período de uso: de 1980 a 1982.

Principais características: a adição de mais uma estrela e de louros no escudo.

Internacional muda o estilo do escudo

Duas décadas após trocar o branco pelo vermelho, a direção fez mais uma mudança no escudo. Dessa vez a remodelagem aproximou o distintivo do atual modelo usado pelo clube. A antiga borda, presente na versão inicial, voltou a aparecer. Mas, dessa vez havia um círculo branco e em seguida um vermelho, contornando o escudo do Colorado.

As letras SCI também foram remodeladas, dando mais destaque e um visual mais moderno à marca. Elas seguem entrelaçadas nesta versão.

Período de uso: entre 1983 e 1992, os louros foram mantidos apenas em 1982.

Principais características: uma borda branca e outra vermelha. O escudo manteve os adornos na parte superior, com estrelas e o louro.

O título da Copa do Brasil deu mais uma estrela ao Inter

Desde 1983 o Internacional usava um escudo com três estrelas amarelas, foi um período de vacas magras, sem conquistas expressivas. Até mesmo o Campeonato Gaúcho era uma raridade de ser comemorada no Beira-Rio.

Até que em 1992 finalmente o clube voltou a comemorar algo grande, com a conquista da Copa do Brasil, que deu uma vaga na Libertadores do ano seguinte. E isso foi motivo de adicionar outra estrela ao escudo.

Período de uso: de 1993 até 2005

Principais características: o escudo adotado em 1982, com quatro estrelas amarelas, três dos Brasileirões e uma da Copa do Brasil.

Nova mudança após a conquista da Libertadores

Em 2006 o Internacional estava de cara nova, o clube havia voltado a ser protagonista em 2005 e a revelar bons jogadores, como Daniel Carvalho, Nilmar e Rafael Sobis. Mas, ainda faltava uma conquista de peso.

E ela veio, primeiro com o título da Libertadores da América e depois com o Mundial de Clubes da FIFA. Dessa vez, a direção, com o presidente Fernando Carvalho no comando, decidiu não fazer nada muito extravagante e diferente do habitual.

Período de uso: 2006

Principais características: agora o escudo tinha cinco estrelas, apenas uma foi adicionada sobre as demais.

O Mundial da FIFA e mais uma estrela entre os símbolos do Internacional

Se a Libertadores já era um sonho, o que dizer de vencer o Barcelona no Mundial? A direção então adicionou mais uma estrela. As cinco já existentes foram melhor divididas e assim a nova foi colocada sobre as outras.

Um dos símbolos mais importantes do Internacional precisava ser representado no uniforme. Além disso, era uma tradição representar cada grande conquista com mais uma estrela no escudo, só que já estava ficando sem espaço e muito carregado.

Período de uso: 2007.

Principais características: foi adicionada uma estrela prata, representando a conquista.

Escudo comemorativo da Tríplice Coroa

O Internacional não venceu três campeonatos em um mesmo ano, mas possui a chamada Tríplice Coroa Intercontinental, assim como o Corinthians. Afinal, o Colorado foi campeão da Libertadores e do Mundial em 2006 e no ano seguinte ganhou a Recopa Sul-Americana.

A direção Colorada fez uma votação para determinar a escolha do novo escudo. Assim, foram disponibilizados no site do clube três alternativas, para que os torcedores pudessem fazer a escolha. A votação foi permitida apenas aos sócios e assim decidiram o novo entre os símbolos do Internacional.

Um dos três símbolos disponíveis era inspirado no Real Madrid, o maior clube do mundo. Os outros não tinham qualquer alusão ao clube espanhol. Foi com uma camisa carregando este símbolo que D’Alessandro foi apresentado em 2008 e que o Internacional venceu a Sul-Americana daquele ano.

Período de uso: 2008.

Principais características: possui ramos de louro que representam a conquista do Brasileirão de 1979, um título invicto. A coroa é a representação da Tríplice Coroa Intercontinental.

No ano do centenário, um novo escudo para o Internacional

O Internacional foi campeão da Copa Sul-Americana em 2008 e com isso ganhou a alcunha de Campeão de Tudo. A direção entendeu que o escudo estava muito poluído e colocar ainda mais referências no emblema não seria uma boa ideia. Por isso, lançaram um novo escudo, usado a partir de 2009.

A direção, sob a presidência de Vitório Piffero, decidiu retirar a coroa, os louros e manter o formato clássico do escudo, dando destaque para as letras S, C e I, desenhadas no símbolo do clube. Foram seis disputadas naquela temporada em que foi comemorado o centenário do clube e dois títulos.

Período de uso: desde 2009.

Principais características: desde o ano do centenário o clube usa um escudo clean. Não existem estrelas e outros adereços, muito populares na década de 1990. Apenas o novo do clube, ano de fundação e as iniciais ao centro.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.