Taison defende a permanência do treinador

0

Taison é o capitão do Internacional e tomou à frente para falar após a derrota vexatória para o Vitória por 3×1 pela Copa do Brasil. Em nome do elenco, defendeu a permanência de Miguel Ángel Ramírez, que nas últimas seis partidas venceu apenas uma vez. Segundo ele, é necessário que todos façam uma autocrítica e avaliem suas posturas.

“A culpa não é só do Mister (técnico, Ramírez). Nós, jogadores, também somos culpados. Entramos em campo, somos treinados para fazer as coisas, as vezes não acontece, perdemos o jogo e sempre o culpado é o treinador? Eu sou, meus companheiros são, todo mundo tem que pensar e achar o que tem que fazer de melhor”, disse.

Taison fez uma partida interessante. Jogou mais livre, para criar jogadas de ataque e desenvolveu boas chances aos colegas, principalmente na primeira etapa. Aliás, quem viu o Inter nos primeiros 45 minutos até ficou empolgado. Mas, parece um refrigerante de 3 litros, o gás acaba antes do fim.

Para Taison, Ramírez não é o culpado

Segundo Taison, o treinador espanhol não é o culpado pelos resultados negativos do Internacional. O jogador ainda não marcou nenhum gol com a camisa colorada desde o seu retorno. Entretanto, é uma das principais lideranças do grupo.

“Não teve nada, quando ganhamos de goleada estava tudo tranquilo. Não é o esquema, o Mister, isso ou aquilo. Quando perdemos o jogo, se acha um culpado. Tá na hora de pararmos com isso e ter mais consciência e autocrítica”, afirmou.

O Inter agora tem uma sequência de nove jogos pelo Campeonato Brasileiro e depois jogará no Paraguai, contra o Olimpia, pelas oitavas de final da Libertadores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.