Por que o título do Athletico-PR foi ruim para o Internacional?

- Publicidade -

- Publicidade -

O título da Copa Sul-Americana conquistado pelo Athletico-PR diante do Red Bull Bragantino, no sábado (20), complicou as pretensões do Inter na reta final do Brasileirão. 13º colocado na tabela, o Furacão tira a possibilidade de haver G9, e faz com que o sétimo lugar fique com uma vaga na pré-libertadores.

No início, o futebol brasileiro tinha sete vagas na Libertadores de 2022, para o campeão da Copa do Brasil e os seis primeiros do Brasileirão. Com a conquista do Athletico e dois brasileiros na final da Liberta, passam a ser nove representantes na próxima Libertadores.

- Publicidade -

O Furacão ainda disputa a Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, e, independentemente do campeão, o sétimo colocado do Campeonato Brasileiro herdará a vaga na Liberta.

Outra vaga será aberta no Brasileirão por conta da Libertadores, já que os finalistas são Flamengo e Palmeiras, segundo e terceiro colocados na liga nacional respectivamente.

A matemática do Inter

- Publicidade -

A derrota sofrida pelo Inter no último sábado (20), contra o Flamengo, no Beira-Rio, colocou em risco a classificação para a Liberta.

O Inter entrou na 34ª rodada precisando vencer e torcendo para o Fortaleza, então 6º, e Corinthians, 5º colocado, não ganharem seus jogos. Deu tudo errado. O Colorado perdeu e os rivais venceram os seus jogos. Além disso, o Fluminense conquistou três pontos no confronto direto contra o América-MG e ultrapassou o Internacional na tabela.

Atual oitavo colocado, o Inter terá um jogo fundamental na 35ª rodada, justamente contra o Fluminense, no Maracanã. Teoricamente com uma vaga na Libertadores, pela oitava colocação, o Colorado precisa ficar atento com quem está logo atrás na tabela.

O Ceará ocupa a nona colocação com 46 pontos, e o América-MG é o 10º com 45 pontos. Os dois times ameaçam o oitavo lugar do Inter, que tem 47 pontos, e a última vaga na Liberta.

Comentários do Facebook

- Publicidade -