Trio gaúcho passa vergonha no Brasileirão 2021

- Publicidade -

- Publicidade -

O ano do trio gaúcho é péssimo, os times do Rio Grande do Sul podem ter a sua pior participação no Brasileirão desde 1999. É certo que Grêmio ou Juventude serão rebaixados, podendo ser o dois – são os atuais 18º e 17º colocados. Quanto ao Inter, pode deixar as primeiras 10 posições sem um representante gaúcho – é o 12º com 48 pontos.

Vice-campeão na temporada anterior, o Inter começou bem o Campeonato Brasileiro de 2021. Porém, ao longo do campeonato foi oscilando o desempenho apresentado, o que refletiu nos resultados obtidos.

“Não há somente uma causa, é um somatório. Não há necessariamente um diagnóstico para queda de rendimento. Não foi o que achávamos que aconteceria. Aconteceu e foi uma surpresa”, disse o técnico Diego Aguirre sobre a falta de regularidade da equipe.

- Publicidade -

O Grêmio iniciou forte o ano. Era considerado por muitos um dos favoritos aos principais títulos da temporada. Entretanto, a realidade foi outra, e os gremistas estiveram na zona de rebaixamento durante toda a competição.

“Este campeonato muito difícil, com baixo rendimento, gerou desconfiança em todos e afetou o coletivo e o individual”, disse o presidente Romildo Bolzan Jr, sobre o Brasileirão do Grêmio, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

- Publicidade -

Já o Juventude, pode atingir o seu principal objetivo no ano, que é a permanência na primeira divisão. Para isso, basta que o Bahia não vença na última rodada.

Desempenho dos gaúchos no Brasileirão

O Rio Grande do Sul teve ao menos um representante entre os dez primeiros colocados do Brasileirão desde 2000. Isso só não aconteceu pela última vez em 1999, quando o Internacional foi o 16º colocado, o Grêmio 18º e o Juventude 19º.

Sempre houve um gaúcho na primeira parte da tabela, seja na era do mata-mata ou dos pontos corridos.

Durante esse tempo, o pior desempenho foi no ano de 2016. Naquela temporada, o Inter foi rebaixado, em 17º lugar, e o Grêmio ficou na nona colocação. Além disso, em 17 edições do Brasileirão, ao menos um gaúcho esteve sempre entre os cinco melhores do campeonato.

Comentários do Facebook

- Publicidade -